Saião: Benefícios e como consumir a planta

21 de julho, 2021

Coirama, folha-da-fortuna, folha-da-costa, orelha-de-monge… Muitos são os nomes atribuídos à planta saião, ou Kalanchoe brasiliensis Cambess. Nativo de Madagascar, na África, o saião também é muito comum no Amazonas, e ganhou popularidade aqui no país tanto pelo seu uso ornamental, quanto pelo seu emprego terapêutico.

Mas não para por aí. Há quem diga até que o saião emagrece e é um grande aliado de quem sofre com problemas gastrointestinais. Isso porque ele é rico em polifenóis, substâncias com propriedades antioxidante e anti-inflamatória. Não perca:

Leia também: Garcínia para emagrecer: veja os benefícios da planta

Benefícios do saião

Alivia problemas gastrointestinais

“A folha-da-fortuna é comumente usada para o alívio de alterações estomacais, como indigestão e dores no estômago”, explica a nutricionista Dayse Paravidino.

Ajuda no tratamento de lesões de pele

“Além disso, o saião é amplamente utilizado na pele para o tratamento de feridas, abscessos, furúnculos e infecções do trato urinário, pois alguns estudos demonstram que ele possui ações anti-inflamatória, imunomoduladora e larvicida”, complementa a nutróloga Marcella Garcez.

Ameniza crises respiratórias

Desse modo, a folha-da-fortuna também combate infecções pulmonares (bronquite e asma, por exemplo) e ajuda a acalmar a tosse.

Diminui a retenção de líquidos

Seu efeito diurético estimula a produção de urina e reduz o inchaço.

Melhora o funcionamento do intestino

Rico em fibras, o saião melhora o trânsito intestinal e facilita a digestão.

Saião emagrece?

De acordo com as duas profissionais, o saião pode até contribuir para o emagrecimento, justamente por combater o inchaço. Contudo, nenhum alimento, sozinho, é capaz de fazer milagres. “Você não pode abrir mão de uma alimentação saudável, da prática de exercícios físicos e de uma boa hidratação se quer atingir o objetivo”, diz Dayse Paravidino.

Leia também: Pholia magra: Conheça a planta que facilita a perda de peso

Perigos do saião

Apesar de não existirem contraindicações à planta embasadas pela ciência, Marcella afirma que grávidas e lactantes precisam evitar a ingestão excessiva do saião. Além disso, mesmo que popularmente empregada por pacientes diabéticos, também não há estudos que comprovem seus benefícios para quem sofre com a condição.

“Por prudência, a recomendação é que se tenha cautela quanto ao uso de plantas com fins terapêuticos, pois uma espécie não possui um único princípio ativo. Ou seja, por não ter somente uma substância em sua composição química, o saião pode provocar efeitos diferentes”, acrescenta Dayse. Portanto, não deixe de consultar um médico ou nutricionista antes de experimentar a Kalanchoe brasiliensis Cambess.

Como consumir o saião, a folha-da-fortuna

Você pode consumir a plantinha de diferentes formas:

  • Como suco ou chá: De uma a quatro vezes ao dia;
  • Em saladas;
  • Como emplastro: Bata três folhas de saião e acrescente um pouco de óleo vegetal (pode ser de amêndoas) até obter uma consistência de pasta. Aplique à noite, antes de dormir, e retire pela manhã.