Por que é difícil perder gordura abdominal depois dos 50?

Alimentação Bem-estar
21 de Outubro, 2022
Flavia Ayres Fontes Rosa
Revisado por
Nutricionista • CRN-3 71200/P
Por que é difícil perder gordura abdominal depois dos 50?

Você sente que, com o passar dos anos, desenvolveu uma certa facilidade para ganhar barriga? Não é apenas uma impressão sua: perder gordura abdominal realmente fica mais complicado a partir de uma certa idade — especialmente depois dos 50. Mas por que isso acontece?

Por que é mais difícil perder gordura abdominal depois dos 50?

De acordo com o médico nutrólogo Dr Ronan Araujo, conforme envelhecemos, começamos a apresentar uma maior propensão a acumular gordura, além de mais dificuldade em ganhar massa muscular.

“E esse acúmulo de gordura tende a acontecer mais na região do abdômen, gerando a chamada gordura visceral, um tipo muito perigoso. Isso se dá por uma deficiência hormonal, principalmente de testosterona — tanto no homem, quanto na mulher”, explica o especialista.

A testosterona é um hormônio essencial para a manutenção do peso, uma vez que ela contribui para o aumento da força e para a diminuição da gordura corporal. Soma-se a isso o fato de que muitas mulheres, nessa época, atingem a menopausa.

Isso sem falar em fatores que também causam o problema em qualquer idade: falta de atividade física, excesso de carboidratos refinados, consumir muitos embutidos e industrializados, por exemplo. “Tudo isso acaba promovendo uma disfunção hormonal ainda maior”, complementa o médico.

Leia também: Perder gordura abdominal: 13 dicas para secar a barriga

O que fazer para perder gordura abdominal depois dos 50?

Confira as dicas que ele dá a seguir:

Pratique exercícios!

Muita gente acha que as melhores modalidades para perder barriga são as aeróbicas (como corrida, zumba, dança) e os exercícios abdominais.

Mas o médico destaca a importância dos treinos de resistência, como a musculação. Isso porque eles aceleram a queima de calorias (fazendo você gastar energia a mais por horas depois da atividade), ajudam no ganho de massa muscular (outro fator que também otimiza o metabolismo) e tonificam os músculos (combatendo a flacidez).

Tente manter uma alimentação mais equilibrada

“E sempre com mais proteínas”, ele diz. O macronutriente contribui para a sensação de saciedade e para a construção de massa magra, diminuindo as chances de acúmulo de gordura abdominal.

Consulte um médico endocrinologista

O especialista irá avaliar a necessidade de uma reposição hormonal, principalmente em mulheres na menopausa.

Fonte: Dr Ronan Araujo, médico especializado em Nutrologia pela ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia) e membro da ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!