O que comer quando você está doente

24 de novembro, 2021

Não existem dúvidas de que a alimentação tem um impacto direto na nossa saúde. E o mesmo vale para quando não estamos nos sentindo muito bem. Seja um resfriado ou uma condição mais séria, a dieta tem um papel fundamental no funcionamento do corpo e na sua recuperação. Veja, portanto, o que comer quando você está doente:

Importância da alimentação

De acordo com a nutricionista Júlia Canabarro, a alimentação é o nosso combustível. “Tudo o que comemos irá interferir no funcionamento do nosso corpo”, explica ela. Quando fornecemos ao organismo os nutrientes necessários, ele irá responder de determinada forma, normalmente muito bem, se não houver presença de alguma patologia”.

No entanto, ela conta que se a alimentação, ao contrário, for desbalanceada, com alimentos ricos em gordura, sódio e açúcares, a resposta do organismo é outra, o que pode, inclusive, aumentar o risco de desenvolvimento de doenças.

Supondo que você já esteja lidando com uma patologia — por exemplo, uma gripe forte —, a alimentação não deixa de ser importante. “Nossa alimentação pode ter propriedades curativas e agir fortemente modulando nosso sistema imune, fortalecendo primeiramente nossa barreira intestinal”, explica a nutricionista.

Leia também: Gastroenterite: O que comer e o que evitar durante a condição

O que comer quando você está doente

Por isso mesmo, ela explica que é essencial priorizar alimentos in natura, como frutas, legumes e verduras, por serem ricos em compostos antioxidantes e anti-inflamatórios. “Manter a ingestão regular destes alimentos, aliada a uma boa hidratação, pode prevenir riscos de contrair algum tipo de infecção e até evitar que alguma complicação venha a piorar”, diz.

Assim como na alimentação cotidiana, Juliana explica que é preciso evitar o consumo de bebidas alcoólicas e alimentos pró-inflamatórios, como os processados e ultraprocessados, quando se está doente. “Eles possuem uma grande quantidade de substâncias nocivas à saúde, que vão desde excesso de gorduras saturadas e açúcares até compostos como aditivos químicos e artificiais”, conta.

Leia também: Dieta para H. pylori: Como evitar e o que comer durante o tratamento

É por isso que a forma como você come também serve como uma forma de prevenção às doenças. Para a nutricionista, uma alimentação saudável e equilibrada sempre será a chave para prevenir qualquer tipo de complicação. “Fornecer ao nosso corpo os nutrientes necessários ao bom funcionamento dele fortalecerá o sistema imune, bem como contribuirá, por exemplo, para uma boa saúde cerebral e cardiovascular“, diz ela.

A melhor dica, ainda de acordo com a nutricionista, é simples: desembalar menos e descascar mais. “Faça com base da sua alimentação os alimentos in natura, minimamente processados, e evite quantidades excessivas de gorduras e açúcares”, finaliza.

Fonte: Júlia Canabarro, nutricionista da Dietbox.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.