Hábitos que deixam o metabolismo lento

2 de setembro, 2019

Está difícil emagrecer mesmo seguindo a dieta e mantendo uma rotina de exercícios? Então, talvez seja hora de avaliar como anda o ritmo do seu metabolismo — se ele está mais “lento” do que o desejado, por exemplo. 

Isso porque esse mecanismo, que transforma os nutrientes que ingerimos em energia, desacelera, naturalmente, ao longo dos anos. Mas ele também é bastante flexível e responde bem ao estilo de vida de cada pessoa, principalmente no quesito alimentação. “Apesar de ter influência de fatores como genética, idade, peso e sexo, em um indivíduo saudável, o metabolismo lento pode ser causado por maus hábitos na dieta e pelo sedentarismo”, afirma Isolda Prado, nutróloga e integrante da diretoria da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).

É importante checar com um médico se a sua saúde está em dia ou se há qualquer desequilíbrio hormonal ou alergias, como intolerância à lactose e ao glúten. Essas alterações também mexem com o funcionamento do metabolismo. Além disso, você fazer um exame chamado calorimetria para descobrir sua taxa metabólica basal, que indica a quantidade mínima de calorias que seu organismo demanda. 

Agora, se você tem hábitos saudáveis e, mesmo assim, não vê diferença no ponteiro da balança, fique de olho nestes 5 hábitos que podem estar sabotando seu metabolismo.

Hábitos que deixam o metabolismo lento

Beber pouca água 

A hidratação é essencial para o bom funcionamento do organismo como um todo, porque a água faz com que seu corpo trabalhe com mais eficiência e impede que o metabolismo fique lento. Mas lembre-se: o ideal é beber, no mínimo, 2 litros por dia (se estiver muito quente, pode aumentar essa quantidade).  

Leia também: Por que temos retenção de líquidos e como evitá-la?

Consumir açúcar em excesso

Como o açúcar é digerido rapidamente pelo organismo, acaba-se criando uma sensação falsa de fome, o que nos leva a comer mais. Além disso, o excesso de açúcar pode desacelerar o metabolismo, tornando mais difícil a queima de calorias. 

Ficar horas sem comer deixa o metabolismo mais lento

Passar muito tempo em jejum faz com que seu organismo acredite que está vivendo um “estado de emergência”. Com isso, ele acaba estocando energia e, consequentemente, acumulando gordura. Por isso, procure se alimentar bem nas principais refeições e, se sentir fome nos intervalos, faça um lanchinho. A dica é ter sempre à mão frutas, castanhas ou iogurte. 

Leia também: Vinagre de maçã para emagrecer. Funciona?

Dormir pouco

Noites mal dormidas podem fazer com que os níveis de leptina — hormônio responsável por controlar o apetite — fiquem desregulados. Dessa forma, essa alteração provoca aumento da fome e até compulsão alimentar, além de fadiga e redução do ritmo metabólico. Então, durma pelo menos 6 horas por dia. 

Deixar a atividade física de lado

A prática de atividade física com regularidade ajuda a acelerar o metabolismo e ainda aumenta o gasto calórico. Perfeito para quem quer enxugar uns quilinhos. O indicado é se exercitar ao menos 3 vezes por semana. 

Leia também: 6 hábitos que fazem o metabolismo queimar (mais) gordura

Fonte: Isolda Prado, nutróloga e integrante da diretoria da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.