Médico alergologista: quem é o especialista em alergia e imunologia

Saúde
27 de Janeiro, 2022
Médico alergologista: quem é o especialista em alergia e imunologia

A maioria das pessoas tem ou já teve alguma reação alérgica na vida. Diversos tipos de alergias podem afetar, por exemplo, a pele, o sistema imunológico e o digestivo, os olhos, as vias respiratórias, a circulação e o corpo no geral. O conjunto de sintomas e seus tratamentos mais adequados são objeto de estudo da alergia e imunologia, área encabeçada pelo médico alergologista.

Também chamado de alergista ou imunologista, o profissional é capacitado para investigar e tratar doenças alérgicas, como asma, bronquite, sinusite, urticária e os diversos tipos de dermatites. Nem todas as doenças alérgicas têm cura, porém é possível fazer um tratamento com a finalidade de não sofrer novas crises, diminuindo assim a gravidade dos problemas. O acompanhamento médico é essencial, por isso, conheça mais sobre esse profissional.

Leia mais: Conheça as alergias mais comuns e aprenda a cuidar dos sintomas

Quais são as causas das alergias?

As alergias podem ser causadas por fatores ambientais, substâncias químicas, alimentos, resposta autoimune do organismo, entre outros. Um dos principais causadores de alergias é o ácaro, que pode ser encontrado dentro das casas em carpetes, colchões, cortinas, almofadas e brinquedos de pelúcia. Outros fatores ambientais causadores de alergias são o pólen de flores, a poeira, os pelos de animais, o mofo e a umidade, que podem irritar o sistema respiratório quando inalados, favorecendo as respostas alérgicas.

Produtos feitos com borracha, níquel e lã também podem ser altamente alérgicos para as crianças, assim como os produtos de higiene pessoal e limpeza, como xampus, sabonetes e sabão em pó, que costumam causar irritação na pele.

Entre as alergias com maior incidência, estão as respiratórias e alimentares. Sejam elas relacionadas aos compostos de algum medicamento, alimento ingerido, exposição à poeira ou outro alérgeno presente no meio ambiente, geram um grande incômodo, já que atrapalham a rotina e prejudicam a qualidade de vida.

O que faz o médico alergologista

Os alergologistas são responsáveis por orientar em relação à prevenção, diagnóstico e tratamento dos problemas relacionados à alergias. Ao contrário do resfriado comum, uma doença alérgica não é uma condição passageira.Dessa forma, a ajuda de um profissional pode ajudar a reduzir a frequência as crises e os sintomas alérgicos. Estudos mostram que os pacientes em acompanhamento com um alergologista, por exemplo, apresentam menor necessidade de procurar atendimento em pronto socorro, além de terem maior capacidade de conviver com a doença.

Dessa forma, o médico alergologista busca descobrir as causas da reação alérgica. Para conseguir isso, realiza exames e análises, como o teste cutâneo, no qual amostras de materiais que geralmente causam alergias são colocadas na pele em pequena quantidade e de forma controlada. Assim, a reação do organismo possa ser observada e os causadores de alergia são identificados. Esses exames são realizados em ambientes controlados, como em clínicas de alergologia.

Os médicos alergologistas também podem auxiliar a diagnosticar precisamente os pacientes que sofrem de alergias alimentares que podem causar sintomas diversos, como a alergia à lactose a alergia ao glúten.

Leia mais: A diferença entre intolerância e alergia alimentar

Quais doenças o médico alergologista trata?

O alergologista é o médico responsável pelo diagnóstico e tratamento de doenças que acometem o sistema imunológico e desencadeadas por fatores alérgicos. Dentre as mais comuns estão as:

  • Alimentares: dependendo do organismo, é possível que determinados alimentos desencadeiem reações alérgicas. Dessa forma, os sintomas podem incluir manchas pelo corpo, vômitos e diarreias. Em casos mais graves, podem levar o paciente ao choque anafilático, que pode resultar no seu óbito. 
  • De pele: essas alergias podem ser provocadas devido ao contato ou uso de produtos como sabonetes, cremes e perfumes, por exemplo. As picadas de insetos também são fatores desencadeantes. Nesse grupo, os sintomas mais comuns incluem lesões na pele e coceira extrema.
  • Oculares: a conjuntivite alérgica é o principal exemplo. A doença provoca coceira, lacrimejamento, vermelhidão e outros problemas na visão.
  • Respiratórias: doenças que afetam as vias respiratórias devido a uma hipersensibilidade a determinados fatores, como pelos de animais, mudanças climáticas e exposição a ácaros. Como consequência, o resultado dessa condição são espirros e coriza constantes, a dificuldade para respirar, tosse persistente e coceira na garganta e no nariz.

Leia mais: Alergia alimentar pode gerar impactos psicológicos. Veja como evitá-los

Quando procurar um médico alergologista?

Primeiramente, assim que notar os primeiros sintomas de alergia, especialmente em situações mais graves, é indicado procurar um pronto-socorro e realizar uma consulta com um clínico geral. Logo após os primeiros cuidados, o ideal é procurar um alergologista que indicará todos os exames e alguns medicamentos caso seja necessário.

Uma vez encaminhado ao alergologista, esse profissional investigará os sintomas, história familiar e características dos ambientes doméstico e de trabalho. Além disso, indicará a realização de alguns exames que ajudarão na realização do diagnóstico correto da doença alérgica. Para ajudar na prevenção dos sintomas, ele trabalhará com você na construção de um plano de tratamento, além de prescrever os medicamentos. Além disso, ele será capaz de fazer recomendações quanto ao uso de medicamentos específicos e/ou dispositivos, além de orientar quanto a qualquer medida de controle ambiental que necessite ser realizada.

Alergologista ou alergista: qual a diferença?

Os dois termos dizem respeito ao especialista que conduz o tratamento de quem é acometido por algum tipo de alergia. A diferença, basicamente, é que o alergista é especializado em tratar todos os tipos de alergias. O alergologista, além de ser habilitado para diagnosticar e tratar doenças alérgicas, também concluiu um período de especialização em residência na área de Alergia e Imunologia e passa por um treinamento em clínica geral e/ou pediatria. Dessa forma, possui um conhecimento mais aprofundado das alergias.

Leia mais: Alergia de pele: principais causas e como tratar

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte

Reynaldo Gianecchini
Saúde

Reynaldo Gianecchini revela diagnóstico de doença autoimune

A síndrome de Guillain Barré causa fraqueza e dificuldades para mover os braços e as pernas