Magnésio citrato alivia prisão de ventre? Entenda

Alimentação Bem-estar Saúde
23 de Maio, 2024
Magnésio citrato alivia prisão de ventre? Entenda

Basta dar uma rápida pesquisada na internet, que podemos perceber que os suplementos com magnésio andam fazendo sucesso. Os tipos são inúmeros: magnésio dimalato, magnésio treonato, magnésio quelato… Entre todos eles, há também o magnésio citrato – que é mais usado para tratar constipação. Saiba mais:

O que é o magnésio citrato?

O suplemento combina o mineral magnésio com o ácido cítrico. É comum a fabricação de medicamentos de magnésio com outros compostos (como é o caso do ácido cítrico) para aumentar a biodisponibilidade do micronutriente, ou seja, fazer com que ele seja absorvido de maneira mais fácil pelo organismo.

Leia também: Magnésio: quem deve (e como) suplementar?

Afinal, como ele alivia a constipação?

A prisão de ventre acontece quando a pessoa evacua menos de três vezes na semana. Além disso, as fezes são secas, duras e exigem muito esforço para sair. Na maioria dos casos, tratar as causas do problema reduz a necessidade do uso de laxantes e outros medicamentos, incluindo o magnésio citrato. Isso pode envolver, por exemplo, mudanças na alimentação (consumo de mais fibras e ingestão adequada de água), prática de exercícios físicos, etc.

No entanto, em certas situações, o magnésio citrato pode sim ser usado para manejar a constipação. Ele funciona como um laxante osmótico, isto é, “puxa” a água para dentro do intestino, fazendo com que as fezes fiquem mais maleáveis e estimulando os movimentos do órgão. Esse processo pode demorar de 30 minutos a seis horas para acontecer.

Vale ressaltar que o suplemento funciona para a prisão de ventre aguda – quando trata-se de um episódio único e repentino. Casos crônicos respondem melhor a outros tipos de estratégia.

Leia também: Alimentos ricos em magnésio e seus benefícios

Citrato de magnésio é seguro?

Normalmente, o citrato de magnésio como laxante é seguro para adultos. Porém, nenhum suplemento ou medicamento deve ser tomado sem a prescrição e a orientação de um profissional de saúde – consulte o seu médico.

Além disso, exagerar na dose pode causar desidratação, diarreia exacerbada e desequilíbrios de eletrólitos. Mesmo quantidades menores podem gerar efeitos adversos em pessoas mais sensíveis, como cólicas intestinais, gases e náusea. O suplemento também pode interagir com outros medicamentos, principalmente antibióticos e remédios que têm a função de diminuir a concentração de cálcio na urina.

Quem mais deveria evitar o citrato de magnésio:

  • Indivíduos que fazem dietas com restrição de sódio;
  • Pacientes que apresentam sangue nas fezes;
  • Pessoas com obstrução no intestino;
  • Aqueles que apresentam problemas cardíacos ou renais;
  • Quem tem níveis elevados de magnésio e potássio no sangue;
  • Quem tem nível baixo de cálcio no sangue.

Por fim, é importante lembrar que o uso excessivo de laxantes pode causar dependência do corpo, fazendo com que a constipação só consiga ser resolvida com eles (e exigindo doses cada vez maiores). É por isso que deve-se utilizar esses remédios com cautela e indicação.

Referências: Does magnesium citrate work for constipation?, Medical News Today; Magnesium citrate, MedlinePlus.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Por quanto tempo devo tomar ômega
Alimentação Bem-estar

Por quanto tempo devo tomar Ômega 3?

Muitas pessoas se perguntam: Por quanto tempo devo tomar ômega 3? Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

Por quanto tempo devo tomar vitamina C
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar vitamina C?

Aliada a imunidade e a beleza, a vitamina C está ligada a uma série de benefícios para a saúde. Veja recomendações sobre o consumo prolongado

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida