Dor nas pernas: o que pode ser, tratamento e prevenção

Saúde
06 de Dezembro, 2021
Dor nas pernas: o que pode ser, tratamento e prevenção

Começar a praticar atividade física depois de um longo tempo sem se movimentar pode causar alguns desconfortos. Como consequência de uma longa caminhada, por exemplo, é normal sentir dor nas pernas.

Embora a dor nas pernas seja um sintoma típico nesse início, caso o problema continue, é preciso investigar suas causas. Isso porque tal sintoma não surge apenas naqueles que começam a praticar exercícios. Confira agora as principais causas para dor nas pernas, além do diagnóstico e tratamento mais adequado para a condição.

Causas de dor nas pernas 

A dor nas pernas é um sintoma que pode significar diversos tipos de doenças. Dessa forma, geralmente, classificam-se as causas dos sintomas em três categorias: ortopédicas, vasculares e neurológicas.

Dor nas pernas com causas ortopédicas costumam ser associadas a alguma distensão muscular na panturrilha ou contratura muscular, além do cansaço muscular que ocorre por exercício físico intenso e também fraturas por estresse. Em atletas, também pode estar associada a doenças inflamatórias, como a tendinite.

Leia mais: Joelho de corredor: Saiba como identificar e tratar a lesão

Quando as dores estão associadas a doenças vasculares, por sua vez, podem ser sinais de trombose venosa, causando inchaço e aumento de volume na perna.

Já as causas neurológicas frequentemente são associadas a hérnia de disco na coluna lombar. Isso porque tal dor pode refletir na perna ou causar compressão de nervo periférico. É, desta forma, uma das causas mais comuns para dor nas pernas.

Por fim, menos comum, a dor nas pernas também pode atingir as crianças. Neste caso, a causa geralmente é associada à dor do crescimento. 

Como diagnosticar

Assim como existem variantes para se descobrir as causas da dor nas pernas, o diagnóstico dependerá, além da investigação da causa do problema, do histórico clínico do paciente.

Em atletas, por exemplo, são feitos exames de imagem, como raio-x e ressonância magnética. Por outro lado, pessoas acamadas, que sofreram cirurgia ortopédicas, mulheres, fumantes, portadores de diabetes, ou seja, pessoa mais propensas a terem doenças vasculares, pede-se ainda ultrassom doppler para detectar trombose, além de exames laboratoriais.

Tipos de tratamentos

O tratamento dependerá do diagnóstico:

  • Se a causa for ortopédica, geralmente utilizam-se anti-inflamatórios associados à fisioterapia, diminuição de carga, exercício correto e utilização de gelo.
  • Se a causa for vascular, no caso de uma trombose, por exemplo, é necessário utilizar anticoagulantes. Também pode ser necessária internação, dependendo do grau. Mas se estiver relacionada à obstrução arterial, necessita parar de fumar e fazer o controle da diabetes, bem como cirurgia, em alguns casos.
  • Em casos de fratura por estresse em atletas, também pode ser necessária a cirurgia, dependendo do grau da lesão.
  • Se o diagnóstico estiver relacionado à coluna lombar, o tratamento deverá ser feito nessa região por meio de anti-inflamatórios e fisioterapia.

Como prevenir a dor nas pernas

Para prevenir a dor nas pernas, hábitos saudáveis devem se tornar rotina. Manter uma alimentação balanceada em conjunto com a prática regular de atividade física é uma das melhores formas de prevenir o problema. No entanto, é indispensável a ajuda profissional. Isso porque praticar exercícios errados, por exemplo, pode sim causar dor nas pernas. 

Dessa forma, o ideal é contar com a ajuda de algum educador físico, além de evitar o sobrepeso e a desidratação, bem como manter os exames de rotina em dia.

Leia mais: Check up médico: quais exames fazer anualmente?

Fonte: Dr. Rodrigo Vetorazzi – Coordenador da Ortopedia do Hospital Albert  Sabin de SP (Has) CRM 112465 

 

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

imunidade feminina
Saúde

Imunidade feminina: quais são as vitaminas essenciais?

Vitamina C, D e do complexo B são algumas das opções

Em quanto tempo o ômega-3 faz efeito?
Alimentação Bem-estar Saúde

Em quanto tempo o ômega-3 faz efeito?

O ômega 3 é considerado um nutriente essencial para uma dieta saudável e balanceada

CAR-T
Saúde

CAR-T: entenda o tratamento contra o câncer que usa células de defesa do próprio paciente

Tecnologia cria uma droga que 'ensina' o sistema imunológico a combater a doença. Entenda!