Dor ao evacuar: o que é disquesia do lactente e como ajudar o bebê

Nos primeiros meses de vida do bebê, os pais podem perceber que o pequeno está apresentando comportamentos desafiadores ao tentar evacuar. O bebê pode, por exemplo, desenvolver a chamada disquesia do lactente, em que ele fica vermelho ao fazer força, chora e até mesmo sente dor no processo de eliminar as fezes.

“Neste período, o intestino do bebê não está completamente maduro para coordenar a relação entre a vontade de evacuar e o relaxamento da musculatura pélvica e abertura do esfíncter anal para que as fezes sejam eliminadas”, explica a pediatra Daniela Anderson. Em decorrência disso, ele pode vir a demorar até 20 minutos para soltar o cocô mesmo que ele já esteja amolecido.

A disquesia pode afetar os menores que são alimentados por meio da amamentação materna bem como aqueles que são nutridos através da fórmula infantil.

Leia mais: Aleitamento materno: Tudo o que você precisa saber sobre amamentação

Os principais sinais da disquesia do lactente

Abaixo, você confere os indícios de que o seu pequeno pode estar passando por um episódio de disquesia:

  • Fazer muita força ao tentar evacuar;
  • Ficar vermelho ao fazer esforço;
  • Gemer de incômodo; 
  • Choro;
  • Demorar até 20 minutos para liberar as fezes.

Leia mais: Apojadura do leite materno: afinal, o que é e como lidar?

O que fazer para acalmar o bebê neste momento?

O primeiro passo para acolher o pequeno é por meio da calma dos pais. Para isso, é preciso trazer à mente que o intestino vai amadurecer com o tempo e a disquesia não vai mais acontecer. Ainda assim, é possível apostar em alternativas que reforcem a sensação de segurança do bebê.

Por exemplo, eles podem fazer o contato pele a pele da barriguinha do pequeno com a dos pais para ajudá-lo a começar a reconhecer o próprio corpo. Vale também realizar a antiga manobra da bicicleta. A ideia é dobrar as pernas do recém-nascido em direção ao tronco para incentivar os movimentos peristálticos. Massagens na região também contribuem para o processo.

Você não deve oferecer nada além do leite materno até o sexto mês de vida do pequeno: logo, deve-se evitar água, chás e alimentos gerais, normalmente indicados para liberar o intestino. A tendência é que os incomôdos ao evacuar desapareçam naturalmente conforme o tempo for passando.

Fonte: Daniela Anderson, pediatra especialista em Medicina Intensiva Pediátrica pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).