Chip da beleza e chip anticoncepcional: diferenças e semelhanças

Saúde
13 de Julho, 2023
Chip da beleza e chip anticoncepcional: diferenças e semelhanças

Os chamados “implantes hormonais” geram muitas dúvidas por parte de mulheres em consultórios ginecológicos. Afinal, para que eles servem? Quanto utilizar? E claro, qual é a diferença entre o popular chip da beleza e o chip anticoncepcional? Veja o que diz um especialista no assunto.

Leia mais: Anvisa proíbe propaganda da gestrinona, utilizada no “chip da beleza”

O que é o chip da beleza?

Antes de mais nada, o Dr. Vinícius Carruego, ginecologista, explica que o termo “chip da beleza” não é recomendado. Isso porque muitas pessoas têm utilizado-o para fins estéticos, e não para o que foi proposto. É uma situação parecida com o uso do remédio Ozempic, indicado para pessoas com diabetes tipo 2. Assim como o chip, após a descoberta de que o medicamento auxilia no emagrecimento, iniciou-se um uso indiscriminado, causando sérios riscos à saúde e efeitos colaterais indesejáveis.

Nesse sentido, o médico explica que o “chip da beleza” é, na verdade, um implante hormonal de gestrinona que, por sua vez, também serve como anticoncepcional. “Geralmente, a gente usa em pacientes com endometriose, mioma, TPM, dor nas mamas”, explica.

Além de atuar como anticoncepcional e controlar os sintomas mencionados, o “chip da beleza” também pode trazer benefícios para quem tem um estilo de vida saudável. Ou seja, pratica atividade física, mantém a dieta equilibrada, evita a inflamação e alimentos inflamatórios. Mulheres com esse perfil podem ter benefícios estéticos após sua implantação. Por exemplo, ganho de massa muscular e perda de gordura. Isso explica o motivo da alta procura por esse tipo de implante.

E o chip anticoncepcional?

Por outro lado, o chip anticoncepcional, popularmente chamado de implanon, é um implante de etonogestrel. Dessa forma, serve apenas para contracepção. Após sua colocação no braço, pode durar até três anos. Trata-se de um dos métodos contraceptivos mais seguros, com taxa de eficácia acima de 99% e índice de falha de 0,05%.

Semelhanças e recomendações de uso

Por fim, o Dr. Vinícius explica que as semelhanças entre o chip da beleza e o chip anticoncepcional é que os dois são muito eficazes como contraceptivos. Além disso, ambos bloqueiam a menstruação. O chip da beleza, inclusive, ajuda a manter a endometriose estável e até regredi-la, além de aumentar a libido e a disposição da paciente. Tais efeitos, no entanto, não estão presentes no chip anticoncepcional.

Nesse sentido, a recomendação do “chip da beleza” é para mulheres com doenças ginecológicas, como endometriose ou mioma, por exemplo. Além disso, o ideal é que a paciente não tenha sobrepeso, obesidade ou síndrome metabólica. “Paciente tem que estar bem metabolicamente para usar a gestrinona, enquanto para o chip anticoncepcional qualquer mulher pode utilizar para evitar a contracepção”, completa o especialista.

Fonte: Dr. Vinícius Carruego, médico ginecologista formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). CRM -SP 172.911. Pós-Graduação em Ciências da Obesidade e Sarcopenia. Possui especialização em Endoscopia Ginecológica.

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

mulher segurando pílulas de citrato de magnésio na mão
Alimentação Bem-estar Saúde

Magnésio citrato alivia prisão de ventre? Entenda

Magnésio citrato é indicado para o tratamento da constipação aguda, mas nem todo mundo deve consumi-lo. Entenda melhor

mulher com as mãos na barriga
Saúde

Vaginismo afeta o bem-estar e pode ter causas emocionais

O vaginismo é um tipo de dor que acontece durante a penetração. As causas normalmente englobam aspectos psicológicos, e problema atrapalha a vida sexual

foto do ator Tony Ramos
Saúde

Hematoma subdural: entenda quadro de Tony Ramos

Tony Ramos passou por duas cirurgias após apresentar um hematoma subdural. Segundo boletim médico, ator já tem "melhora na evolução do quadro clínico"