Ozempic emagrece? O que é o remédio, indicações e efeitos colaterais

Saúde
27 de Março, 2023
Ozempic emagrece? O que é o remédio, indicações e efeitos colaterais

A “febre” do Ozempic começou no TikTok, em 2021. Na época, era comum se deparar com muitas pessoas falando sobre o medicamento que faz “milagres” pela perda de peso. O Ozempic, nome comercial da semaglutida, foi criado para o tratamento do diabetes tipo 2, mas se tornou um dos aliados favoritos quando o assunto é emagrecimento.

Em junho de 2021, a semaglutida recebeu aprovação da FDA (a “Anvisa” dos Estados Unidos) para tratar sobrepeso e obesidade. No entanto, sua recomendação era para indivíduos que apresentassem pelo menos uma das três complicações: hipertensão, diabetes do tipo 2 e colesterol alto. Após a liberação da agência americana, a Anvisa liberou a comercialização do Ozempic injetável no Brasil alinhada aos critérios da FDA, isto é, sempre reforçando a prescrição médica. Saiba tudo sobre o medicamento, seus riscos para a saúde e recomendações.

Leia mais: Jojo Todynho comenta sobre uso de Ozempic; para que serve?

Para que serve o Ozempic e como ele funciona?

O Ozempic é um medicamento para pessoas adultas com diabetes tipo 2. Dessa forma, é recomendado para aquelas pessoas que não conseguem controlar a doença em conjunto com dieta e exercício. O Ozempic pode ser utilizado em monoterapia (medicamento único) em pessoas que não possam
tomar metformina (outro medicamento para a diabetes). Além disso, também pode ser utilizado como complemento de outros medicamentos para a diabetes.

Além do diabetes, o medicamento é recomendado para pessoas com obesidade (IMC maior que 30) ou com IMC igual ou maior que 27 que tenham ao menos uma comorbidade associada, ou seja, uma doença como hipertensão, diabetes, problema cardiovascular, entre outras.

Nesse sentido, a ação do Ozempic funciona da seguinte forma: a substância ativa do medicamento, o semaglutido, é um agonista dos recetores de GLP-1. Atua, então, de forma idêntica à GLP-1 (uma hormona produzida no intestino), aumentando a quantidade de insulina libertada pelo pâncreas em resposta aos alimentos. Como consequência, ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue, dentre outros impactos positivos contra as doenças mencionadas anteriormente.

Como se utiliza o Ozempic?

O Ozempic ganhou a fama de “canetinha” porque o medicamento está disponível na forma de solução injetável em formato de caneta. Vale ressaltar que o medicamento só pode ser obtido mediante receita médica.

Dessa forma, injeta-se a canetinha na pele no abdomen, na coxa ou na parte superior do braço. A dose inicial de Ozempic é de 0,25 mg uma vez por semana. Após quatro semanas, a dose deve ser
aumentada para 0,5 mg. Se necessário, pode-se aumenta-la para até um máximo de 1 mg uma vez
por semana. 

Os benefícios do Ozempic

O Ozempic é eficaz na redução dos níveis de glicose no sangue, bem como na redução do risco de complicações de saúde em doentes com diabetes tipo 2.

Além disso, estudos que compararam o uso do medicamento com outros tratamentos indicam que o Ozempic esteve associado ao emagrecimento. Além disso, o risco de pessoas com diabetes tipo 2 e com elevado risco de problemas cardíacos terem ataque cardíaco, acidente vascular cerebral ou morte é menor.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Vitat (@sejavitat)

Afinal, o Ozempic emagrece mesmo?

De acordo com Francisco Tostes, médico endocrinologista e sócio da Nutrindo Ideais, o fármaco pode, sim, auxiliar a perda de peso.

“O Ozempic aumenta a sensação de saciedade, pois atua basicamente nos dois tipos de apetites do organismo: o da fome e o da vontade de comer”, explica. Contudo, antes de sair comprando a “canetinha mágica” sem orientação, saiba que isso é um problema por inúmeras razões. A primeira é que nem todo medicamento é indicado para todo mundo.

“Muitas vezes, controlar o apetite não é a única solução para emagrecer. Ou seja, pode haver outros problemas de saúde que impedem a perda de peso. Logo, sem saber a causa exata, o medicamento não trará benefício algum, sem falar que seu custo é alto e há algumas contraindicações”, avalia Tostes.

Contraindicações

Embora apresente poucas ameaças à saúde, alguns grupos de pessoas devem evitar o Ozempic. “Por exemplo, histórico de câncer medular de tireoide, um tipo raro da doença; ou se a pessoa apresentar alguma síndrome específica no sistema endócrino. São poucos os casos, mas mesmo os indivíduos fora desse perfil precisam de acompanhamento médico”, reforça o médico. Outros quadros que precisam de atenção ao uso da semaglutida:

  • Diabetes tipo 1.
  • Gravidez ou em amamentação.
  • Pancreatite.
  • Disfunções no fígado ou nos rins.
  • Distúrbios psiquiátricos.

Além disso, gestantes, lactantes e pessoas menores de 18 anos não devem utilizar o Ozempic.

Efeitos colaterais do Ozempic

“Mas se não tenho nenhum problema de saúde ou condição citada, por que não tomá-lo por conta própria?” Talvez essa pergunta tenha passado pela sua cabeça. Então, explicamos: a automedicação é, por si só, um risco. Seguir apenas a “bíblia da internet” aumenta as chances de aplicar doses inadequadas e sem critério. Além disso, o Ozempic é injetável, e necessita de manejo correto para a aplicação subcutânea. E mais: Os efeitos colaterais podem surgir com ou sem orientação médica e administração segura. Algumas delas:

  • Enjoos.
  • Vômitos.
  • Constipação.
  • Desidratação.
  • Alterações no fígado e no pâncreas.
  • Agravar problemas gastrointestinais, caso a pessoa tenha algum.

Rosto de Ozempic: medicamento causa flacidez?

Antes de mais nada, não existem estudos que comprovem que o medicamento causa flacidez como efeito colateral. No entanto, algumas pessoas que estão consumindo o Ozempic para emagrecer estão se queixando da aparência da pele do rosto. O “fenômeno” foi relatado por usuários americanos. Ao The New York Times, indivíduos observaram que o rosto parecia “exausto e velho”.

Embora falte respaldo científico, especialistas estão discutindo algumas hipóteses. Como o Ozempic ajuda a emagrecer, pois atua na inibição da fome, a explicação pode estar justamente na perda de peso. Afinal, quando emagrecemos — sobretudo de forma rápida — o rosto também perde gordura. Contudo, dependendo do formato do rosto, a pessoa pode parecer mais velha.

Além disso, o emagrecimento pode interferir no colágeno e na elastina da pele, principalmente se a perda de gordura for expressiva.

Quanto custa o Ozempic?

A caneta aplicadora da injeção subcutânea do medicamento tem doses de 0,25 mg e 0,5 mg, seis agulhas descartáveis e custa cerca de R$ 900 nas farmácias. O alto custo do Ozempic pode ser um impecilho para que nesessita fazer uso contínuo do remédio.

Ozempic x Wegovy: qual é a diferença?

Aprovado em janeiro de 2023 pela Anvisa, o Wegovy é um medicamento à base de semaglutida, assim como o Ozempic, o que pode causar uma dúvida comum. Qual a diferença entre ambos, afinal?

Ricardo Barroso, endocrinologista e diretor da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo – SBEM-SP explica que a dosagem difere um remédio do outro.

“Tanto o Ozempic como o Wegovy são compostos pela semaglutida. Mas, enquanto o Ozempic possui 1 mg da substância e serve para controle do diabetes tipo 2, o Wegovy tem posologia de até 2,4 mg por dose semanal. Além disso, a dosagem maior da semaglutida tem aprovação para o tratamento da obesidade e do sobrepeso”, esclarece o médico. Ambos os medicamentos exigem prescrição médica. 

Buscando ajuda médica

Antes de mais nada, se você precisa ou deseja perder peso, procure o auxílio de um médico endocrinologista e nutricionista para esse objetivo. Afinal, os profissionais solicitam uma série de exames e avaliam a melhor linha de cuidados para o seu caso. Outro especialista que pode agregar ao tratamento é o psicólogo, sobretudo em casos de transtornos alimentares que exigem apoio especial.

Programa Vitat: Convivendo com Diabetes

Clique aqui para conhecer!

Fonte: Francisco Tostes, médico endocrinologista e sócio da Nutrindo Ideais.

Referências: European Medicines Agency.

Sobre o autor

Amanda Preto
Jornalista especializada em saúde, bem-estar, movimento e professora de yoga há 10 anos.

Leia também:

chá para dor de garganta
Alimentação Bem-estar Saúde

7 chás para dor de garganta (e como preparar)

Quando o assunto é garganta inflamada, uma prática comum é a preparação de bebidas quentes.

Inchaço ou gordura
Alimentação Bem-estar Saúde

Inchaço ou gordura: como diferenciar?

A maneira mais fácil de descobrir é notar a rapidez com que eles ocorrem, além da localização no corpo. Entenda

edema articular
Saúde

Edema articular: o que é, causas e tratamentos

O edema, habitualmente, não é uma doença, mas uma das manifestações de uma outra doença