Ozempic para emagrecer: especialista explica riscos da trend do TikTok

2 de junho, 2022

Quem é usuário do TikTok provavelmente já se deparou com muitas pessoas falando sobre o Ozempic, nome comercial da semaglutida, e os “milagres” que ele faz pela perda de peso. O medicamento foi criado para o tratamento do diabetes tipo 2, mas não demorou muito para se tornar um aliado favorito do emagrecimento.

Tudo começou em junho de 2021, quando a semaglutida recebeu aprovação da FDA (a “Anvisa dos Estados Unidos) para tratar sobrepeso e obesidade. No entanto, o uso era indicado se o indivíduo apresentasse pelo menos uma das três complicações: hipertensão, diabetes do tipo 2 e colesterol alto. Assim, a Anvisa liberou a comercialização do Ozempic injetável alinhada aos critérios da FDA, mas sempre reforçando a prescrição médica.

Veja também: Comer muito açúcar causa diabetes? Especialistas explicam

Afinal, o Ozempic emagrece mesmo?

Segundo Francisco Tostes, médico endocrinologista e sócio da Nutrindo Ideais, o fármaco pode, sim, auxiliar a perda de peso. “O Ozempic aumenta a sensação de saciedade, pois atua basicamente nos dois tipos de apetites do organismo: o da fome e o da vontade de comer”, explica. Contudo, antes de sair comprando a “canetinha mágica” sem orientação, saiba que isso é um problema por inúmeras razões. A primeira é que nem todo medicamento é indicado para todo mundo. “Muitas vezes, controlar o apetite não é a única solução para emagrecer. Ou seja, pode haver outros problemas de saúde que impedem a perda de peso. Logo, sem saber a causa exata, o medicamento não trará benefício algum, sem falar que seu custo é alto e há algumas contraindicações”, avalia Tostes.

Contraindicações

Embora apresente poucas ameaças à saúde, alguns grupos de pessoas devem evitar o Ozempic. “Por exemplo, histórico de câncer medular de tireoide, um tipo raro da doença; ou se a pessoa apresentar alguma síndrome específica no sistema endócrino. São poucos os casos, mas mesmo os indivíduos fora desse perfil precisam de acompanhamento médico”, reforça o médico. Outros quadros que precisam de atenção ao uso da semaglutida:

  • Diabetes tipo 1.
  • Gravidez ou em amamentação.
  • Pancreatite.
  • Disfunções no fígado ou nos rins.
  • Distúrbios psiquiátricos.

Efeitos colaterais do Ozempic

“Mas se não tenho nenhum problema de saúde ou condição citada, por que não tomá-lo por conta própria?” Talvez essa pergunta tenha passado pela sua cabeça. Então, explicamos: a automedicação é, por si só, um risco — seguir apenas a “bíblia da internet” aumenta as chances de aplicar doses inadequadas e sem critério. Além disso, o Ozempic é injetável, e necessita de manejo correto para a aplicação subcutânea. E mais: Os efeitos colaterais podem surgir com ou sem orientação médica e administração segura. Algumas delas:

  • Enjoos.
  • Vômitos.
  • Constipação.
  • Desidratação.
  • Alterações no fígado e no pâncreas.
  • Agravar problemas gastrointestinais, caso a pessoa tenha algum.

Buscando ajuda médica

Antes de mais nada, se você precisa ou deseja perder peso, procure o auxílio de um médico endocrinologista e nutricionista para esse objetivo. Afinal, os profissionais solicitam uma série de exames e avaliam a melhor linha de cuidados para o seu caso. Outro especialista que pode agregar ao tratamento é o psicólogo, sobretudo em casos de transtornos alimentares que exigem apoio especial.

Fonte: Francisco Tostes, médico endocrinologista e sócio da Nutrindo Ideais.

Descubra se seu peso está saudável Em minutos, você saberá se seu peso atual é saudável, com a ajuda grátis da Vitat.