Consumo de chá previne demência e Alzheimer, segundo estudo

9 de outubro, 2019

Não é novidade que o consumo de chá traz inúmeros benefícios para a saúde. Pesquisas já mostraram, por exemplo, que a bebida pode ajudar na perda de peso, a prevenir doenças crônicas e até reduzir o estresse

Agora, novos estudos comprovaram que beber chá regularmente pode ajudar a manter o cérebro jovem e saudável, prevenindo demência e Alzheimer. 

Leia mais: Chá de pata-de-vaca: O que é, para que serve e como consumir

Consumir chá regularmente previne doenças

Uma pesquisa da Universidade Nacional de Singapura acompanhou 957 pessoas acima dos 50 anos e descobriu que consumidores regulares de chá – aqueles que tomam quatro ou mais vezes por semana – tinham regiões cerebrais mais organizadas do que aqueles que tomavam chá três ou menos vezes por semana. Isso significa que eles eram mais propensos a experimentar uma forte função cognitiva e a serem mais protegidos contra demência e outras condições neurodegenerativas. 

E quem possuía predisposição genética ao Alzheimer colheu ainda mais benefícios. Entre esse grupo, o consumo da bebida culminou em uma redução de 86% no risco de sofrer com apagões na memória.

Leia também: Conheça o nutriente que pode prevenir o Alzheimer

Os autores deste estudo dizem que é a primeira vez que se consegue comprovar que a ingestão regular de chá tem um efeito positivo na estrutura do cérebro e sugere que também tenha um impacto positivo no risco de declínio cognitivo relacionado à idade.

Faça sua avaliação de peso, descubra seu peso ideal e aprenda a emagrecer com a Low Carb. Clique para saber mais

Quando e como tomar chá

Não existem regras definidas, mas o recomendado por especialistas é beber o chá logo após ficar pronto, antes que o oxigênio do ar destrua parte dos componentes ativos. Mas a bebida preserva substâncias importantes para o corpo até 24 horas após o preparo.  

Já para conservá-lo, dê preferência a garrafas em vidro, térmicas ou mesmo de aço inox. O plástico ou o alumínio não devem ser usados.

Diferentes formas de preparar o chá

Método tradicional

Geralmente, ele é indicado para preparar a planta Camellia sinensis, que pode dar origem ao chá verde, ao chá preto, ao chá amarelo, ao chá azul ou oolong, ao chá branco e ao chá vermelho (ou pu-erh). A bebida resultante dependerá do momento em que a planta foi colhida, bem como do local onde ela foi plantada.

Para preparar esse tipo de chá, o indicado é adicionar as folhas da planta em uma xícara de água fervente, aguardar cinco a 10 minutos, coar e se deliciar.

Infusão

Já a infusão é recomendada para ervas mais delicadas, como é o caso da camomila, da cidreira, do dente-de-leão e da cavalinha. Para isso, coloque a água para ferver, e assim que ela estiver formando as primeiras bolhas, desligue o fogo. Em seguida, despeje o líquido quente nas plantas, abafe e deixe descansar de cinco a 10 minutos. Por fim, coe e beba.

Decocção

Na decocção, por outro lado, o ingrediente é fervido juntamente com a água. Portanto, esse método vale para partes mais grossas, como cascas e raízes.

Cozinhe os pedaços duros da planta em uma panela com água de 10 a 15 minutos. Desligue fogo, tampe a panela e aguarde cinco minutos. Coe e beba.

Como preparar as versões de saquinho

Eles são os mais fáceis de fazer. Basta tirar o produto da embalagem, segurar pelo barbante e colocar em uma xícara de água quente, fazendo movimentos para cima e para baixo para o aroma e as propriedades serem dissolvidas no líquido.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.