Causa da dor nas pernas pode ter diversas origens. Saiba diferenciar

Saúde
23 de Março, 2022
Causa da dor nas pernas pode ter diversas origens. Saiba diferenciar

Descobrir a causa da dor nas pernas pode ajudar a melhorar a qualidade de vida. Apesar do problema ser mais comum do que se imagina, é importante buscar auxílio médico. Contudo, é possível identificar as causas prováveis do incômodo para facilitar o diagnóstico profissional.

Veja também: Doenças vasculares no verão aumentam em até 30%. Saiba como evitar

Como identificar a causa da dor nas pernas

São muitos os fatores ligados à causa da dor nas pernas ou nos chamados membros inferiores – desde o excesso de esforço físico até problemas mais complexos, tais como doenças vasculares, problemas ortopédicos ou de origem neurológica. Nesses casos, o importante é identificar em que território a dor acontece.

Duas possíveis origens: vascular e neurológica

Apesar de parecer simples, nem sempre o indivíduo consegue descobrir a localização precisa da dor. Ainda assim, é importante saber que há duas causas que lideram entre o incômodo persistente. Uma delas é a má circulação sanguínea, seja por problema arterial ou venoso, pode causar dor nas pernas. A falta de suprimento sanguíneo geralmente é fruto de alguma obstrução arterial.

Como resultado, o indivíduo sente queimação e dor que dificulta as caminhadas. Além disso, pode haver deficiência na drenagem de sangue. Chamada insuficiência venosa, a enfermidade prejudica os membros inferiores causando inchaço nos tornozelos e pés, sensação de dormência, formigamento ou queimação.

Por sua vez, a segunda causa está atrelada ao campo neurológico. Ou seja, a causa das dores nas pernas é originada a partir da compressão do nervo ou de doenças na coluna. “Em geral, nós temos o problema do nervo em diferentes segmentos, o mais comum realmente é a dor na perna causada por problemas da coluna. E uma compressão da raiz nervosa — que é a origem do nervo na coluna, pode ocasionar dor, trazer perda de sensibilidade e de força”, afirma Marcelo Amato, médico neurocirurgião, especialista em endoscopia de coluna e cirurgia minimamente invasiva da coluna.

De acordo com Amato, quando se trata problema de coluna (hérnia de disco, por exemplo) ou do nervo, a dor está próxima do nervo acometido e a dor irradia pela região. “Por exemplo, se há uma dormência, um formigamento que vem pela perna e pega o dorso do pé e o dedão, isso é característico de uma raiz nervosa. É muito difícil um problema vascular ter esse padrão de acometimento sensitivo. Nas doenças vasculares, a sensibilidade é mais global”, esclarece.

Outras dicas para identificar a causa

Uma das formas de apresentação que costuma confundir entre doença vascular e neurológica é a claudicação dos membros inferiores. “Em outras palavras, as pernas doem, adormecem e podem falhar após andar certa distância. Curiosamente, além de outras características, na claudicação vascular, o paciente tem muita dificuldade para subir uma ladeira. Por outro lado, a claudicação neurológica apresenta muita dificuldade para descer a ladeira mas é mais fácil subi-la”, detalha Amato.

Lembre-se de que o autodiagnóstico não é recomendado e não substitui o acompanhamento profissional. Principalmente se você estiver sentindo dores há muito tempo, é necessário buscar um médico.

Fonte: Marcelo Amato, médico neurocirurgião, especialista em endoscopia de coluna e cirurgia minimamente invasiva da coluna.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

selfie do ex-jogador de vôlei, Tande
Saúde

Tande, do vôlei, sofre infarto e é internado em hospital

Tande, ex-jogador da seleção brasileira de vôlei, revelou ter tido 98% de entupimento em uma de suas veias e sofrido um infarto

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração