Cabelo seco ou ressecado? Profissional explica a diferença

Beleza Bem-estar
29 de Junho, 2022
Cabelo seco ou ressecado? Profissional explica a diferença

Não é raro que as pessoas se confundam ao tentarem descobrir se estão com o cabelo seco ou ressecado, uma vez que ambos apresentam fios carentes de hidratação.

Contudo, segundo o tricologista Tharik Bonomo, de São Paulo, existem algumas características que diferem estes dois problemas que, inclusive, podem acontecer juntos.

“É possível sim sofrer com os dois problemas ao mesmo tempo, resultando em fios ásperos, embaraçados e com frizz”, explica ele.

Leia também: Nós de Fada: saiba o que causam os nozinhos no cabelo e como evitá-los

Características e causas dos cabelos secos

De acordo com o profissional, o cabelo seco surge por falta de hidratação, especialmente quando é feito muito uso de aparelhos de calor, uma vez que eles retiram a umidade dos fios.

Vale ressaltar, contudo, que ao contrário do que muitas pessoas pensam, os processos químicos não estão associados aos cabelos secos.

Outro fator que pode levar os fios a ficarem secos é a sua curvatura.

“Os cabelos crespos e cacheados costumam ser mais secos que os lisos e ondulados por conta de seu formato e excesso de volume. Isso impede a chegada da oleosidade natural do couro cabeludo até as pontas, que acabam ficando secas”, explica Bonomo.

Por fim, o problema também pode ser hereditário, onde os fios são naturalmente secos, mesmo sem a influência de fatores externos.

“Se suas glândulas sebáceas produzem pouca gordura, seus cabelos ficam sem brilho e opacos. Outra característica é que as escamas dos fios se abrem facilmente, o que torna os fios ainda mais vulneráveis.”

Características e causas dos cabelos ressecados

De acordo com o tricologista, o cabelo ressecado é um cabelo seco em pior estado.

Uma das causas principais são os tratamentos químicos em excesso como relaxamentos, alisamentos, descoloração, luzes, entre outros. Junto a isso, os fatores externos e o uso contínuo dos aparelhos de calor pioram o problema.

“Quando os cabelos estão ressecados, as cutículas dos fios estão ainda mais abertas, o que faz com que eles embaracem com mais facilidade”, ele explica.

Leia também: Como proteger o couro cabeludo da química e evitar queimaduras?

Ao contrário do cabelo seco, que costuma surgir nos fios de maior curvatura, o ressecamento pode ocorrer em qualquer tipo de fio.

“Este problema está diretamente ligado à rotina de cuidados que a pessoa atribui aos cabelos. Ou seja, se ela possui cabelos oleosos e abusa do uso de chapinhas, por exemplo, os fios passarão a ser ressecados com o passar do tempo”, aponta o profissional.

Outras características comuns do cabelo ressecado são: estrutura frágil, arma facilmente, é áspero, embaraçado, possui frizz e pontas duplas. Em alguns casos, ele ainda fica poroso e danificado, o que o deixa quebradiço e ainda mais frágil.

Então, como saber se o cabelo está seco ou ressecado?

Sabemos que o cabelo seco e o cabelo ressecado chegam a este ponto por diferentes motivos. Contudo, quando é feito o uso de ambas as técnicas – uso de aparelhos de calor e tratamentos químicos –, não é difícil confundir qual é o tipo de problema.

De acordo com o tricologista, os cabelos secos possuem uma aparência mais opaca, desidratada, fraca e se embaraçam com mais facilidade, já que as cutículas estão mais abertas.

Já os cabelos ressecados são fios que além de terem perdido bastante água, ainda estão com deficiência de nutrientes, proteínas e lipídios.

“Nesse caso, os fios ficam quebradiços, com excesso de volume, frizz, opacos, sem movimento e com o temido aspecto de ‘palha’”, aponta.

O cabelo ressecado é um estágio a mais do que quando os fios estão apenas secos, que é o primeiro estágio de dano. Quando chega a esse ponto, os fios tendem a ficar cheia de nós, os dedos não deslizam pelos cabelos, se o cabelo tem passado por procedimentos de mechas, coloração ou muito uso de chapinha e babyliss, já está em um diagnóstico de cabelo ressecado.

Leia também: Cabelo com frizz: conheça as causas e saiba como evitar

Proteja seus lábios no frio

Como tratar cada problema

Mesmo com características e causas distintas, o tratamento pode ser o mesmo para ambos os problemas, partindo da hidratação.

Para os fios ressecados, contudo, o cuidado precisa ser mais intenso, com a ajuda de alguns procedimentos.

Leia também: Hidratar o cabelo em casa dá resultado? Descubra aqui!

“Uma boa opção é experimentar cauterização e outros tipos de procedimentos que recuperam a massa capilar e melhoram as características do cabelo, que são perdidas durante colorações e alisamentos”, orienta.

“Vale enfatizar que é superimportante procurar o auxílio de um profissional para te orientar da melhor maneira possível com o tratamento ideal para seu caso.” finaliza Bonomo.

Fonte: Tharik Bonomo, tricologista, cabeleireiro e cosmetólogo, de São Paulo.

Sobre o autor

Ana Paula Ferreira
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em beleza e bem-estar.

Leia também:

Mesa flexora e cadeira flexora
Bem-estar Movimento

Mesa flexora e cadeira flexora: quais as diferenças e qual é a melhor?

Quem pratica musculação em academias, provavelmente vai se deparar com dois exercícios muito comuns no “leg day”: mesa flexora e cadeira flexora. Além do nome parecido,

Endometriose e saúde mental
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Endometriose e saúde mental: como cuidar de si mesma?

Desconfortos podem causar uma série de desafios emocionais, por isso é importante cuidar da saúde mental

escolher travesseiro
Bem-estar Saúde Sono

Saiba o que é importante na hora de escolher o melhor travesseiro

Aprenda a escolher o melhor produto para dormir melhor