Bilirrubina no sangue: o que é, causas e como identificar o quadro

Saúde
08 de Novembro, 2022
Bilirrubina no sangue: o que é, causas e como identificar o quadro

Muitas pessoas percebem que a cor da urina está mais amarela que o normal. O motivo é que quanto mais bilirrubina eliminada na urina, mais amarela ela se torna. A substância integra a bile, líquido expelido pelo fígado. Embora seja natural no organismo, o excesso de bilirrubina no sangue pode indicar que algo não vai bem. 

Veja também: Afinal, quando o homem deve ir ao urologista pela primeira vez?

O que é bilirrubina?

“A bilirrubina é um produto da destruição das hemácias. Para ser eliminada pelo organismo, precisa estar conjugada a um açúcar no fígado para, então, sofrer a ação da bile”, explica Renato Altikes, hepatologista do Hospital Santa Catarina – Paulista. Geralmente a substância sai com as fezes e a urina.

O que é bilirrubina no sangue?

A bilirrubina circula na corrente sanguínea de maneira direta e indireta. Segundo Altikes, a bilirrubina é o produto catabólico do metabolismo do heme, formado pela quebra do heme presente na hemoglobina, mioglobina, citocromos, catalase, peroxidase e triptofano pirrolase.

“Oitenta por cento da produção diária de bilirrubina (250 a 400 mg) é derivada da hemoglobina; os 20% restantes são de outras proteínas heme e um pequeno grupo de heme livre que se transforma rapidamente. Parte da bilirrubina produzida é, então, conjugada no fígado”, detalha.

Causas da bilirrubina no sangue

O aumento de bilirrubina direta é geralmente causado por problemas no fígado, vesícula biliar ou no pâncreas. Normalmente, o fígado armazena a bile, um fluido que ajuda o corpo a quebrar a gordura.

“Quando você come uma refeição que contém gordura, a vesícula biliar esvazia a bile em um tubo chamado ducto biliar. O ducto biliar transporta a bile para o intestino delgado para ajudar na digestão”, comenta Renato Altikes.

Problemas com o fígado, vesícula biliar ou pâncreas podem ser causados por: 

  • Cálculos que podem bloquear o ducto biliar.
  • Infecções, consumo elevado de álcool e câncer.
  • Danos causados por medicamentos, suplementos de ervas ou drogas ilegais.
  • Síndrome de Gilbert, que provoca icterícia em situações de estresse, uso de remédios e ciclo menstrual, por exemplo.

Sintomas do excesso de bilirrubina no sangue

Pele e olhos amarelados são o principal sinal de que pode haver grandes quantidades de bilirrubina no organismo. Entretanto, se você sentir cansaço excessivo, náuseas frequentes, vômitos, dor constante na barriga e a urina estiver escura, deve buscar ajuda médica. 

Como é feito o diagnóstico?

De acordo com o especialista, o exame de bilirrubina auxilia o diagnóstico de problemas no fígado, vias biliares ou anemia hemolítica. Para realizá-lo, basta uma coleta de sangue. 

Além disso, o teste pode ajudar a investigar a causa de icterícia em recém-nascidos. Afinal, o excesso de bilirrubina no sangue do bebê pode prejudicar o desenvolvimento de células cerebrais. Como resultado, provoca deficiência cognitiva, de aprendizagem e de desenvolvimento. 

Por fim, o acúmulo de bilirrubina ainda pode causar perda ou distúrbios de movimento dos olhos e de audição. Dessa forma, é importante identificar a anormalidade e tratá-la imediatamente.

Grávidas podem fazer o exame?

Como não existem contraindicações para um exame de bilirrubina, não há restrições durante a gravidez. Em contrapartida, o médico pode avaliar se o paciente pode fazer o teste ou não.

Se estiver apto, a preparação para o exame de bilirrubinas requer apenas o jejum mínimo de três horas. Em lactentes, a coleta deve ser feita antes da próxima mamada. 

Fonte: Renato Altikes, hepatologista do Hospital Santa Catarina – Paulista.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas

corredor abaixado segurando a perna aparentemente com dor
Bem-estar Movimento Saúde

Será que eu estou com canelite? Médico destaca principais sinais

A condição é uma das principais preocupações entre os corredores. Ortopedista explica como identificar os sintomas característicos da canelite