Unha manchada por esmalte: porque acontece, riscos e como evitar

Beleza Bem-estar
30 de Agosto, 2022
Unha manchada por esmalte: porque acontece, riscos e como evitar

Não é raro que pessoas que têm o hábito de ir semanalmente à manicure fiquem com a unha manchada por esmalte.

De acordo com a dermatologista, Ana Carulina Moreno, do Rio de Janeiro, este é um problema que ocorre por conta do tipo de produto escolhido na hora de pintar as unhas e que pode causar danos graves às lâminas ungueais. Saiba mais!

Leia também: Saiba porque você não deve colar as unhas quebradas com super cola

Por que a unha fica manchada de esmalte?

Ana Carulina explica que alguns esmaltes podem ter em sua formulação substâncias químicas que podem ser nocivas para a unha, como por exemplo o formol, o tolueno e o benzeno.

Estes componentes, por sua vez, são capazes de aumentar o ressecamento e enfraquecimento das lâminas ungueais, além de causar as manchas.

Leia também: Afinal, a base com formol realmente fortalece as unhas? Saiba se é seguro usar!

“O esmalte pode ter uma reação com a camada superior da unha. Com isso, ele pode granular a queratina, formando aquelas manchas brancas”, explica a médica.

“Além disso, os esmaltes mais escuros também podem penetrar na lâmina superior e alterar a cor, deixando aquela aparência mais amarelada”, completa.

Leia também: Alergia a esmalte: principais sintomas e tratamento

Existem riscos?

As unhas que ficam manchadas após a remoção do esmalte apresentam um sinal de que foram agredidas e, consequentemente, estão mais sensíveis.

“Isso indica que elas podem estar fracas, fazendo com que descolem, descasquem ou quebrem com facilidade”, ressalta Ana Carulina.

Portanto, além de poder causar dor na região, estes problemas ainda oferecem o risco de aumentar o risco de infecções de fungos e bactérias entre as lâminas das unhas.

Cuidados e tratamentos para a unha manchada

De acordo com a dermatologista, não é possível reverter a situação quando a unha já está manchada pelo esmalte. Neste caso, a solução é esperar a lâmina crescer para que a pigmentação saia junto com ela.

O que se pode fazer, portanto, é evitar que isso ocorra novamente.

Primeiramente, é recomendado usar esmaltes dermatologicamente testados, que normalmente são livres das substâncias mais agressivas, diminuindo a chance de prejudicar a saúde das unhas.

Leia também: Afinal, é verdade que ficar um tempo sem esmalte faz bem para as unhas?

“O uso de fortalecedores e suplementações orais, quando há indicação, também é uma forma importante de proteger as unhas. Eles ajudam a fortalecer a lâmina para ela não ser tão agredida pelas colorações”, aponta a médica.

Por fim, alguns cuidados básicos com as unhas no dia a dia podem ser adotados para evitar este tipo de problema. São eles:

  • Usar bases fortalecedoras

Aposte naquelas livres de químicos nocivos e com ação hidratante.

  • Manter a hidratação das unhas diariamente

“Dê preferência aos cremes com substâncias como ureia, mais emolientes”, sugere Ana Carulina.

  • Aplicar esmaltes dermatologicamente testados

A fórmula destes produtos é mais segura e oferece menos riscos para as unhas.

  • Não usar acetona para tirar o esmalte

“Opte por usar removedores sem acetona, que agridem menos a unha e a deixa menos predisposta a sofrer agressões com pinturas posteriores.”

Leia também: Acetona ou removedor de esmalte: afinal, qual é melhor?

  • Remover o esmalte no tempo adequado

Deixá-lo muito tempo em contato com a lâmina pode levar ao efeito manchado. Então, o ideal é deixar as unhas alguns dias sem cor para respirar.

Fonte: Ana Carulina Moreno, dermatologista, do Rio de Janeiro.

Sobre o autor

Ana Paula Ferreira
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em beleza e bem-estar.

Leia também:

poke é saudável
Alimentação Bem-estar

Poke é saudável? Veja dicas na hora de consumir

Veja dicas de alimentos que não vão interferir no seu objetivo, seja emagrecer ou ganhar massa magra

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas