O que é treinamento funcional, como fazer e benefícios

29 de July, 2019

Você sabe o que é treinamento funcional? Alternativa dinâmica e complementar à musculação, o treinamento funcional se tornou popular para quem quer sair do sedentarismo, ganhar mais condicionamento, qualidade de vida, entre outros objetivos “fitness” e de saúde. 

Ele foi concebido para tornar mais eficientes as funções do nosso corpo, como equilíbrio, flexibilidade, potência, coordenação motora, agilidade e força

Assim, a principal característica do treinamento funcional são exercícios que trabalham diversos grupos musculares ao mesmo tempo, o que difere da musculação, que fortalece um determinado tipo de musculatura por máquina. Ou seja, o resultado é um corpo equilibrado, forte (mas não necessariamente musculoso), pronto para enfrentar desafios e resistente a lesões.

Leia também: Crossfit: Como funciona, benefícios e tipos de treinos

O treinamento funcional tem diversas vantagens, porque tem como base os movimentos naturais do ser humano – correr, pular, agachar-se, escalar, empurrar… Então, não espere mesmice em uma aula de funcional. 

O que é treinamento funcional: principais características e equipamentos

Existem centenas de academias e estúdios de treinamento funcional espalhados pelo Brasil. Como você já viu, esse estilo de treinamento engloba movimentos diversos que trabalham todo o corpo em uma única aula, que pode durar de 45 minutos a 1 hora. 

Os equipamentos básicos de treino são halteres com diversas cargas, barras, bosu, bola de pilates, colchonete, escada de agilidade e corda naval. 

No entanto, é possível fazer um treinamento completo da modalidade apenas com o peso do corpo: flexões, burpees, agachamentos e abdominais, por exemplo, dispensam o uso de acessórios. 

Leia também: 4 exercícios com bola para tonificar o corpo

Sabendo usar os acessórios próprios para o funcional, a monotonia passa longe das aulas, porque as possibilidades de exercícios são tantas que dá para fazer um treino sempre diferente do outro e, ainda assim, exercitar o corpo inteiro com eficiência. 

Mas é importante ressaltar a orientação profissional antes de se empolgar e começar na atividade. Antes de mais nada, vá ao médico e solicite um check-up para verificar se está tudo bem com a sua saúde. Com o aval médico, procure um profissional de educação física para ingressar na atividade. 

Uma dica é procurar um estúdio especializado ou academia que ofereça treinamento funcional próxima de sua residência ou trabalho, e agendar uma aula experimental. Dessa forma, você testa e esclarece todas as dúvidas possíveis com o professor responsável. 

Treinamento funcional: Para quem é indicado?

mat pilates o que é treinamento funcional

O treinamento funcional é recomendado para todas as pessoas por causa da facilidade em adaptar os treinos de acordo com a condicionamento físico de cada um. 

Entretanto, precisa ser avaliado em conjunto com médico e profissional de educação física se é uma boa opção para quem possui um um problema físico limitante. Esse diagnóstico é importante para que os benefícios do treinamento sejam colhidos pelo praticante. 

Em alguns casos, o treinamento funcional pode ser prescrito como forma de tratamento para pessoas que sofrem com dores crônicas – novamente, o acompanhamento profissional é imprescindível! 

A modalidade utiliza muito a região do core (29 músculos englobando abdome e lombar). Como tonifica essa parte do corpo, é ideal para lutadores, corredores e outros praticantes de esportes que exigem muito dinamismo corporal. Muitas pessoas também recorrem ao funcional para sair do sedentarismo, porque é uma modalidade que traz motivação devido aos desafios constantes dos treinos.

Benefícios

Os resultados do treinamento funcional são percebidos rapidamente – com 1 mês é possível notar mais disposição, força e perda de peso. É claro que a rapidez dos benefícios é relativa, e depende da assiduidade nos treinos. Profissionais recomendam, no mínimo, duas sessões por semana, combinadas e alinhadas com outros tipos de treinamento (aeróbio como esteira, bike, elíptico e aulas de academia, como step e zumba). 

Ou seja, o treino funcional não precisa ser sua modalidade principal. Você pode se planejar para fazer duas aulas na semana, mas também se dedicar a outras atividades. Por isso, converse com seu professor para periodizar os treinos e evitar sobrecarga por estar pegando pesado demais. 

Leia também: Conheça os benefícios do pilates para o corpo e a mente

A seguir, um resumo do que o treinamento funcional pode fazer pelo seu corpo e sua saúde:

  • Melhora do condicionamento físico;
  • Músculos (inclusive musculaturas mais profundas, como o core) e articulações mais fortes ;
  • Redução do risco de lesões;
  • Ganho de agilidade, coordenação motora, massa muscular e consciência corporal;
  • Alívio de dores em geral;
  • Ganho de autoestima;
  • Motivação para traçar novas metas;
  • Melhora do desempenho em atividades distintas, como corrida, futebol, ciclismo, vôlei, pilates, entre outras;
  • Ajuda a queimar gordura;
  • Alivia o estresse e a ansiedade.

Fontes: Wellington Alves do Carmo (Dread Coach), educador físico e diretor técnico do Health Point – Casa do Atleta e do Born to CrossFit; André Trombini, educador físico e professor da Bodytech Eldorado.

Leia também: Emagrecer: 28 dicas para perder peso rápido com saúde

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.