Tande, do vôlei, sofre infarto e é internado em hospital

Saúde
16 de Abril, 2024
Tande, do vôlei, sofre infarto e é internado em hospital

O ex-jogador da seleção brasileira de vôlei e campeão olímpico, Tande, sofreu um infarto na última sexta-feira (12/04) e está internado em recuperação. Fora de perigo, ele publicou um vídeo em suas redes sociais explicando o que aconteceu.

“Tudo bem, pessoal? Passando aqui para falar do meu sumiço. Sexta-feira, agora, acabei infartando, acreditem. 54 anos, atleta (…) Comecei a descuidar um pouco da minha saúde. Uns 4 anos sem me cuidar”, contou no Instagram.

Logo após, Tande afirmou que chegou a ter 98% de entupimento em uma veia importante. “Tive 98% de entupimento de uma veia, a principal do coração, e mais duas – 78% e 73%.”

Por fim, ele fez um alerta para seus seguidores. “Fiquem atentos aos sinais. Ele [o corpo] me deu, volta e meia, vários sinais, falta de ar, palpitação, subindo aqui na mandíbula, dor de ouvido. Cuidem-se sempre. Papai do céu me deu uma chance. Tô voltando.”

De acordo com o Manual MSD, um infarto agudo do miocárdio (também chamado de ataque cardíaco) pode ocorrer quando um (ou mais) vaso sanguíneo que nutre o coração é bloqueado por conta do acúmulo interno de gordura. Dessa forma, a interrupção do fornecimento de sangue para a região gera a morte do tecido cardíaco.

ex-jogador de vôlei, Tande, no hospital contando o que aconteceu

Leia também: Infarto aumenta o risco de desenvolver complicações de saúde a longo prazo

Tande, do vôlei, sofreu infarto: sintomas não devem ser ignorados

Para o Dr Airton Arruda, cardiologista intervencionista e diretor da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, o caso específico de Tande pode chamar a atenção das pessoas por se tratar de um ex-atleta. “Quando escutamos uma notícia como essa, é natural que sejamos tomados por uma surpresa grande. Afinal, os atletas são o maior exemplo de cuidado com a saúde”, diz.

Realmente, os exercícios trazem inúmeras vantagens para o corpo no geral.  O médico explica que as atividades físicas regulares (principalmente as de alto nível, como era o caso de Tande) têm efeito protetor no coração, ajudando a prevenir infartos e controlar a hipertensão, por exemplo. 

“O que ocorreu com o ex-atleta, segundo o próprio relato dele, foi que ele passou os últimos quatro anos sem dar muita atenção à saúde”, explica o profissional. E não fazer check-ups frequentes pode fazer com que algum comprometimento ou condição de saúde passe despercebido.

“Lembrando que quando um ex-atleta deixa de praticar atividades físicas, tem um comportamento mais sedentário, começa a se alimentar mal e para de cuidar da saúde, ele entra no mesmo grupo de risco para o infarto do que a população geral”, alerta o Dr Airton Arruda.

O especialista ressalta que quase metade das pessoas que sofre um infarto não tem sintomas anteriores ao evento. Mas aqueles que apresentam sinais podem sentir desconforto ou pressão no peito (que irradia para os ombros e os braços, principalmente do lado esquerdo, além da mandíbula), sudorese (suor frio), mal-estar e até sensação de morte iminente.

“O recomendando, nesses casos, é ir direto para o hospital. Quanto mais rápido o tratamento, maior as chance de sobrevida e maior a chance de recuperação da função cardíaca”, finaliza o Dr Airton Arruda.

Fonte: Dr Airton Arruda, cardiologista intervencionista e diretor da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista

Sobre o autor

Amanda Panteri
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em alimentação saudável.

Leia também:

foto do ator Tony Ramos
Saúde

Hematoma subdural: entenda quadro de Tony Ramos

Tony Ramos passou por duas cirurgias após apresentar um hematoma subdural. Segundo boletim médico, ator já tem "melhora na evolução do quadro clínico"

corrida
Bem-estar Movimento Saúde

Como proteger garganta e ouvidos na corrida durante o inverno

É necessário tomar os devidos cuidados para proteger garganta e ouvidos durante a corrida no inverno. Saiba mais!

5 hábitos saudáveis para enxaqueca
Saúde

5 hábitos saudáveis para enxaqueca

A enxaqueca é uma doença crônica que causa um tipo de dor de cabeça latejante