Spinning: Emagrece e define pernas e bumbum

18 de julho, 2019

A bicicleta é uma grande aliada para quem busca queimar calorias, melhorar condicionamento físico e ainda definir os músculos de pernas e bumbum. E se você não pode pedalar nas ruas todos os dias, invista no spinning. A aula é feita em uma bicicleta ergométrica parada.

Assim, a prática promove uma simulação de treinos como se estivesse na rua ou em diferentes tipos de estradas e percursos. Essas transições são controladas pelo próprio praticantes, que fará ajustes na carga da bike com a intenção de mudar a resistência. 

Leia também: Conheça os benefícios do pilates para o corpo e a mente

Geralmente, as aulas são acompanhadas por um profissional de educação física, que aponta quais estímulos o aluno deve seguir para elevar ou diminuir a frequência cardíaca. 

Tipos de treinos

Falar que vai ficar pedalando por 45 minutos sem sair do lugar, em uma sala fechada, pode parecer um tanto quanto monótono. Mas nem toda aula de spinning é igual. Isso porque existem várias modalidades de ciclismo indoor:

  • Intervalado: é o treino que traz picos de intensidade, de alta e de baixa, tendo a duração sempre controlada por um cronômetro.
  • Força: categoria que pode variar em contínuo – no mesmo peso e mesmo ritmo, crescente, que segue em um dado ritmo apenas aumentando carga e o decrescente, com aumento do ritmo e mantendo o peso.
  • Endurance: nesta aula os praticantes permanecem o tempo todo da pedalada sentados e seguem um ritmo padrão durante todo o treino.
  • Alta intensidade: é simulada uma competição de corrida, na qual a intenção é atingir o ápice das pedaladas cada vez mais rápido até alcançar a “linha de chegada”.
  • Fartlek: é um treino que alia as características de todas os tipos de aulas de spinning misturados. 

Benefícios

Conhecida por ser uma potente forma de queimar as gorduras indesejadas, a aula de spinning chega a queimar de 500 a 700 calorias por hora. Dessa forma, conheça os principais benefícios da modalidade. 

  • Trabalhar os glúteos deixando-os mais firmes e diminuindo muito a celulite;
  • Fortalecer as coxas, combatendo a celulite na parte interna e lateral das coxas;
  • Melhorar a circulação sanguínea nas pernas, combatendo o inchaço;
  • Fortalecer os músculos abdominais quando a aula é feita com a barriga encolhida;
  • Melhora o funcionamento cardíaco e respiratório, diminui o colesterol e ajuda no controle da taxa de glicose no sangue.

Como ajustar a bicicleta na aula de spinning

Muita gente não gosta de fazer spinning porque pensa que esse tipo de estímulo força os joelhos – o que poderia ocasionar uma lesão. Mas não é bem assim. Portanto, basta se posicionar corretamente na bike antes de começar e o seu treinamento será seguro e eficiente.

  • Altura do banco: para que a altura fique correta, é preciso se posicionar ao lado do banco e ajustá-lo na altura do osso do quadril. Portanto, ao sentar-se, o joelho deve ficar levemente dobrado quando o pé estiver na posição mais baixa da pedalada.
  • Altura do guidão: quanto mais acima em relação à altura do banco da bike, mais confortável será o posicionamento. Porém, mais relevante é levar em consideração a flexibilidade, encontrando uma posição que não cause sobrecarga na lombar.
  • Distância do banco para o guidão: deixe-o mais alto que o banco. Pois isso garante uma pedalada confortável.
  • Ajuste do firma-pé: prenda o tênis na fita, deixando-o firme, e coloque o cadarço para dentro, para não enroscar no pedal.

Quem pode fazer aula de spinning?

De maneira geral, não existem contraindicações para quem deseja incluir o spinning no cotidiano. Contudo, o principal pré-requisito é que a pessoa apresente boas condições de saúde, o que pode ser avaliado por um preparador físico ou, preferencialmente, por um médico.

Fazer spinning afina ou engrossa as pernas?

Muitos praticantes da modalidade ou curiosos que ainda não iniciaram a atividade se questionam se o spinning serve para aumentar ou diminuir tamanho de coxa e panturrilha

Na verdade, essa pedalada só diminui o tamanho das coxas se houver gordura na região para perder, isso atrelado a uma dieta focada em emagrecimento. 

Além disso, só acontece aumento da musculatura se a alimentação está direcionada para hipertrofia. “Qualquer atividade, seja ciclismo, corrida, natação ou outros, precisa ser complementada com um trabalho de fortalecimento muscular. A aula de ciclismo indoor beneficia aqueles que buscam definição muscular, porém, para resultados realmente satisfatórios e prevenção de lesões, é importante o complementar com treino de força”, explica o professor e educador físico Gabriel Vieira. 

Leia também: O que queima mais calorias: exercício aeróbico ou musculação?

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.