Skin slugging promete potencializar a hidratação da pele

Beleza Bem-estar
06 de Abril, 2023
Skin slugging promete potencializar a hidratação da pele

Você já segue religiosamente todos os passos do seu skincare. Mas não tem jeito: quando estações como o outono e o inverno chegam, a pele fica mais ressecada, mesmo com cuidados minuciosos. A técnica de skin slugging surgiu para minimizar esse problema!

De acordo com o especialista Thiago Martins, biomédico, fisioterapeuta dermatofuncional e mestre em Medicina Estética, a estratégia consiste em aplicar um produto oclusivo na pele, normalmente vaselina, após o skincare. “Desse modo, cria-se uma barreira que impede a evaporação da umidade natural da pele e potencializa a absorção dos produtos utilizados anteriormente”, ele complementa.

Mas como funciona essa técnica? E quem pode utilizá-la? Saiba mais a seguir:

Como funciona o skin slugging?

O nome slug, em inglês, significa lesma, e tem tudo a ver com o aspecto grudento que a cútis fica após o procedimento.

“A aplicação de um produto oclusivo na pele cria uma barreira que impede que a água entre em contato com a mesma, formando uma espécie de camada protetora. Isso faz com que a pele se mantenha mais hidratada”, explica o profissional.

A técnica é geralmente feita com vaselina, que tem como base o petrolato. No entanto, qualquer produto que tenha emolientes e característica oclusiva serve para formar essa espécie de “barreira”.

Leia também: “Beezin”: trend do TikTok pode gerar danos graves no olho

Quem pode fazer o skin slugging?

Contudo, é de se imaginar que a estratégia não sirva para todos os tipos de pele. Portanto, a primeira dica que Thiago Martins dá é consultar um profissional gabaritado antes do procedimento para entender se ele trará benefícios.

“É importante destacar que o skin slugging não é indicado para todas as pessoas, pois cada tipo de pele tem suas particularidades e necessidades”, alerta o especialista.

Indivíduos com a pele mais seca, por exemplo, podem fazer a técnica diariamente. Por outro lado, quem tem a pele normal deve realizar apenas duas vezes na semana. Por fim, peles oleosas ou acneicas devem passar longe do skin slugging — uma vez que isso pode piorar o surgimento de espinhas e outras condições já existentes.

Além disso, “pacientes que estão fazendo uso de retinóides e ácidos esfoliantes também não devem fazer o skin slugging no mesmo dia, pois pode aumentar a absorção desses produtos, gerando irritações e hipersensibilidade”, recomenda o especialista.

Leia também: Cuidados com os cabelos no outono: confira as dicas do especialista

Prós e contras

Prós:

  • Preservação da água da pele, fazendo com que ela se mantenha mais hidratada;
  • Um verdadeiro boost para o processo de skincare;
  • Pode ser feito em casa por ser bastante simples.

Contras:

  • Não é indicado para todos os tipos de pele — especialmente para quem tem a pele oleosa ou com tendências à acne e à rosácea;
  • É necessário cuidado com os produtos escolhidos, principalmente para pessoas com peles sensíveis e reativas.

Fonte: Thiago Martins, biomédico, fisioterapeuta dermatofuncional e mestre em Medicina Estética.

Proteja seus lábios no frio

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

lesões no beach tennis
Bem-estar Movimento

Lesões no beach tennis: joelho e ombro são as mais comuns. Veja como evitar

Assim como em outras atividades, também há risco de lesões no Beach Tennis. Portanto, veja dicas de como evitar lesões como epicondilite lateral.

fasting mimicking
Alimentação Bem-estar

Diet Fasting Mimicking: o que é o método que imita jejum?

A metodologia restringe calorias por um período de tempo determinado

óleo de coco
Alimentação Bem-estar

Óleo de coco: benefícios e possíveis usos

Multiuso e cheio de benefícios, o óleo de coco é um dos destaque do momento para quem procura uma vida mais saudável. Saiba mais