Sangramento cerebral: conheça as causas e sintomas

Saúde
23 de Março, 2022
Sangramento cerebral: conheça as causas e sintomas

Dor de cabeça súbita e bem mais forte do que as comuns é o primeiro sinal de um sangramento cerebral. A condição pode representar diversos problemas de saúde, como AVC hemorrágico e aneurisma cerebral, por exemplo. Por isso, são necessários exames mais aprofundados para um diagnóstico mais preciso.

A influenciadora digital Sthe Matos está internada na UTI de um hospital na Bahia com sangramento cerebral. A nota divulgada pela assessoria de imprensa da ex-participante da Fazenda 13 relata que ela foi ao hospital após apresentar dores de cabeça muito fortes. Dias antes de ser internada, Sthe Matos vinha convivendo com uma possível virose, o que pode ter aumentado o risco de sangramento cerebral. Nas redes sociais, a equipe tranquilizou os fãs da influencer.

Quais são as causas do sangramento cerebral?

De acordo com especialistas, as causas para o sangramento cerebral podem ser variadas. Conheça as principais:

AVC Hemorrágico

A principal delas é o AVC hemorrágico, uma condição que vem atingindo, cada vez mais, jovens, como é o caso de Sthe, que tem 23 anos.

Dados da Central Nacional de Informações do Registro Civil mostram, por exemplo, que brasileiros entre 20 e 59 anos representavam 17,2% dos óbitos por AVC em 2019, índice que subiu para 18,5% em 2020 e chegou a 20% entre janeiro e outubro de 2021.

Um estudo recente publicado na revista The Lancet relaciona o excesso de trabalho a um maior risco de AVC em jovens. Além disso, outros motivos também ganharam destaque, tais como o sedentarismo, pressão arterial elevada, diabetes, colesterol alto e obesidade, além do uso de cigarro e drogas ilícitas. 

Aneurisma cerebral

Outra possível causa para o sangramento no cérebro é o aneurisma cerebral, problema enfrentado pela ex-BBB Juliette. De acordo com o Dr. Marcelo Valadares, neurocirurgião, o aneurisma cerebral é uma dilatação formada na parede enfraquecida de uma artéria do cérebro. “Se rompido, ele pode levar à hemorragia cerebral”, alerta.

Dessa forma, as causas do enfraquecimento da parede arterial podem ser várias. O paciente pode, por exemplo, nascer com o problema. Essa pode ser, ainda, uma doença hereditária, que foi o caso de Juliette. hereditariedade, inclusive, é um dos fatores de risco do aneurisma cerebral. Além disso, a doença renal policística também está associada a aneurismas cerebrais, bem como tabagismo ou outros hábitos de vida não saudáveis.

Trombose

Por fim, trombose também é considerado um fator de risco para o sangramento cerebral. Trata-se de uma obstrução causada por coágulos de sangue em veias ou artérias que pode resultar em quadros graves — como AVC. Os principais fatores de risco para trombose são: idade acima de 60 anos, tabagismo, obesidade, imobilidade, cirurgias, infecções, gravidez e puerpério, uso de hormônios como anticoncepcionais, acidentes, câncer e doenças da coagulação

Leia também: Exercícios que diminuem o risco de desenvolver trombose

Sintomas de sangramento cerebral

Como mencionamos, o primeiro sintoma de sangramento cerebral é uma forte dor de cabeça, muito similar à enxaquecas. Nesse caso, é necessário buscar atendimento médico imediato. Além disso, podem ser acompanhados sintomas típicos de AVC hemorrágico, tais como:

  • Fraqueza ou dormência no rosto, braços ou pernas em um dos lados;
  • Dificuldade de se movimentar;
  • Perda da fala ou dificuldade de falar e entender o que é dito;
  • Dificuldade de ver em um ou nos dois olhos.

Como diagnosticar?

O diagnóstico de sangramento no cérebro é feito através de uma angiotomografia. O exame deve ser realizado o mais rápido possível, uma vez que o tratamento muda conforme a causa do quadro clínico.

Fonte: Dr. Marcelo Valadares, neurocirurgião, médico do Hospital Israelita Albert Einstein (SP) e pesquisador da Disciplina de Neurocirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

Por quanto tempo tomar glutamina
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar glutamina?

Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

Alimentação e hipertensão
Alimentação Bem-estar Saúde

Alimentação e hipertensão: o que priorizar e o que evitar?

O ideal é utilizar temperos naturais, como ervas e especiarias. Veja outras dicas

check-up ginecológico
Bem-estar Saúde

Check-up ginecológico: quais exames a mulher deve realizar anualmente?

A rotina de exames permite diagnóstico rápido para diversas doenças, ampliando as chances de um tratamento eficaz