Por quanto tempo devo tomar vitamina E?

Alimentação Bem-estar Saúde
05 de Fevereiro, 2024
Por quanto tempo devo tomar vitamina E?

Famosa por suas propriedades antioxidantes, a vitamina E é um dos aliados de uma pele saudável. Isso se deve, em grande parte, à ação antioxidante e anti-inflamatória que contribui com o efeito rejuvenescedor.  Por outro lado, a vitamina também previne o câncer de pele, a diabetes e ajuda a controlar os níveis de colesterol. Com tantos benefícios assim, é comum que as pessoas se perguntem “por quanto tempo devo tomar vitamina E?” A seguir, veja o que dizem os especialistas ouvidos pela Vitat.

Quando é necessário tomar vitamina E?

A vitamina E é um nutriente essencial para o corpo humano, já que ela age como antioxidante no organismo. Não à toa, o componente é largamente utilizado nos produtos de pele. Além disso, algumas pesquisas sugerem que a vitamina tenha efeitos benéficos na prevenção de doenças crônicas, como doenças cardíacas e certos tipos de câncer. 

No entanto, a suplementação via oral desse tipo de vitamina está longe de ser indicada diretamente para cuidar da pele. A médica nutróloga Marcella Garcez, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia, explica que os comprimidos de vitamina E representam uma opção de tratamento apenas para pessoas com deficiência do nutriente.

A seguir, confira as principais situações em que é necessário suplementar vitamina E com indicação médica: 

  • Doença hepática;
  • Fibrose cística;
  • Distúrbios genéticos;
  • Problemas e absorção de gordura;
  • Doença celíaca;
  • Pancreatite crônica; 
  • Cirurgias intestinais. 

Além disso, para usufruir dos benefícios da vitamina E na pele, é possível optar por produtos de skincare, que possuem o nutriente em sua composição, aliado a uma alimentação saudável.

Vitamina E na alimentação

Em situações comuns, podemos obter a vitamina E através da alimentação. Inclusive, essa é a fonte mais indicada por profissionais de saúde antes de se considerar a suplementação (salvo nos casos de deficiência comprovada). “É absolutamente possível obter as quantidades ideais de vitamina E por meio de uma dieta equilibrada e rica em itens que contenham esse micronutriente, encontrado principalmente em alimentos ricos em gorduras saudáveis”, explica a médica.

Portanto, podemos considerar os seguintes alimentos como boas fontes de vitamina E:

  • Sementes oleaginosas como amêndoas, sementes de girassol, sementes de abóbora e avelãs;
  • Óleos vegetais como os de gérmen de trigo, girassol e amêndoas;
  • Azeite de oliva;
  • Verduras de folhas escuras como espinafre, couve, acelga e outros vegetais folhosos;
  • Frutas como kiwi, abacate e morangos;
  • Grãos integrais, como trigo integral e aveia.

No entanto, antes mesmo de considerar a suplementação, observe se você está incluindo fontes de vitamina E na alimentação. Dessa forma, a suplementação só deve ser considerada após uma avaliação médica adequada da necessidade individual e a dosagem deve ser ajustada conforme necessário para evitar efeitos colaterais indesejados.

E por quanto tempo devo tomar vitamina E?

O tempo que se deve tomar vitamina E como suplemento pode variar com base nas necessidades individuais, condições de saúde e objetivos específicos. Segundo a médica, os principais critérios incluem:

  • Se a suplementação é realizada para corrigir uma deficiência diagnosticada de vitamina E, o tempo de tratamento dependerá da gravidade e da resposta do corpo.
  • Se a indicação é para apoiar a saúde geral e prevenir deficiências, é aconselhável seguir as orientações e os critérios médicos para o consumo.
  • Condições médicas específicas, como distúrbios genéticos que afetam a absorção de gordura, problemas intestinais crônicos ou outras condições de saúde, a suplementação de vitamina E pode ser recomendada a longo prazo, com supervisão médica.
  • Se a suplementação está sendo considerada para prevenção de doenças crônicas, como doenças cardíacas. 

Por isso, não há como determinar um tempo fixo sem considerar as necessidades individuais. Ou seja, é importante discutir essa decisão com um médico de confiança.

Qual a quantidade ideal de consumo de vitamina E?

As recomendações de ingestão diária de vitamina E variam de acordo com a idade, sexo e outras condições individuais. As diretrizes alimentares geralmente são expressas em miligramas de alfa-tocoferol equivalente, que 

  • Adultos (homens e mulheres), com 14 anos ou mais: 15 miligramas ou 22,4 UI por dia. 

“Essa é uma recomendação geral, e as necessidades individuais podem variar. Mulheres grávidas ou lactantes, pessoas com condições médicas específicas e outras situações podem exigir uma ingestão diferente”, completa a médica. 

Por isso, antes de suplementar, o ideal é consultar um médico de confiança para determinar a quantidade indicada para cada caso. Lembrando sempre que a vitamina E é lipossolúvel e como todas as vitaminas lipossolúveis (vitaminas A, D, E, K), se consumida em excesso, pode causar intoxicação.

Cuidados com a suplementação de vitamina E

Embora a vitamina E seja essencial para a saúde, a suplementação em doses elevadas pode apresentar riscos e contraindicações, como:

  • Interação com medicamentos, como anticoagulantes, que aumentam o risco de sangramentos.
  • Problemas cardiovasculares, nos casos de doses elevadas, especialmente para aqueles com condições cardíacas pré-existentes.
  • Problemas gastrointestinais, como náuseas e diarreia.

Por fim, a toxicidade, que é rara, também pode acontecer pela ingestão excessiva de suplementos e os sintomas incluem fadiga, fraqueza, dor de cabeça e visão turva. Por isso, consulte um médico antes de incluir a suplementação de vitamina E na sua rotina. 

Veja também:

Fonte: 

  •  Dra. Marcella Garcez, médica nutróloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da ABRAN. 

Sobre o autor

Tayna Farias
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em gravidez e maternidade

Leia também:

Que horas o mosquito da dengue mais pica
Saúde

Que horas o mosquito da dengue mais pica?

Veja quais são os principais horários e como se prevenir da doença

escolher travesseiro
Bem-estar Saúde Sono

Saiba o que é importante na hora de escolher o melhor travesseiro

Aprenda a escolher o melhor produto para dormir melhor

prato conhecido como costelinha de milho, geralmente feito na air fryer
Alimentação Bem-estar Receitas

“Costelinha” de milho na air fryer fica uma delícia!

Apesar do nome "costelinha", o preparo é vegano -- o milho é o principal ingrediente, e fica pronto em poucos minutos na air fryer