Piores proteínas para quem deseja emagrecer

Alimentação Bem-estar
11 de Outubro, 2023
Piores proteínas para quem deseja emagrecer

As proteínas representam uma parte importante da alimentação saudável com o objetivo de emagrecimento. Estudos apontam que o seu consumo está relacionado a diminuição da gordura corporal, além de reduzir a perda de massa magra. Porém, nem todas as proteínas são benéficas para a saúde. A seguir, veja quais são as piores e porque devem ser evitadas. 

Piores proteínas para quem deseja emagrecer 

piores proteínas

1. Salame

O salame é uma carne processada que possui alto teor de gordura saturada e sódio. Sua densidade calórica é alta e ele também pode impactar negativamente na saúde cardíaca. 

2. Barriga de porco

A barriga de porco é uma carne rica em gordura e dá origem à alimentos muito conhecidos, como a panceta e o bacon. Frequentemente preparada de forma frita ou assada, esse tipo de carne contribui para uma alta ingestão de calorias e gordura saturada, portanto, seu consumo regular pode dificultar a perda de peso.

3. Presunto

À primeira vista, o presunto até pode parecer uma opção de carne magra. Contudo, além de ser um alimento ultraprocessado, as variedades disponíveis nos supermercados contêm aditivos, como conservantes e sódio em excesso. Ou seja, características indesejadas para quem procura perder peso. 

4. Piores proteínas: Linguiça

Assim como a calabresa, a linguiça costuma ser rica em gordura e sódio. Embora seja um dos alimentos mais consumidos no churrasco, ela é uma escolha menos saudável no processo de emagrecimento. Seu alto teor calórico e densidade de gordura a tornam inadequada para dietas de perda de peso.

5. Nuggets

Os famosos nuggets de frango são produtos altamente processados que contêm uma mistura de carne mecanicamente separada, gorduras, farinha e aditivos. Além da composição artificial, eles também tendem a ser fritos, o que resulta em alto teor de gordura e calorias. Devido ao seu sabor artificial e crocância, os nuggets podem levar a um consumo excessivo e dificultar a perda de peso.

Buscando boas opções de proteínas? Confira essas aqui!

O médico em endocrinologia e metabologia esportiva, Dr. William Hafemann Viana, explica que a proteína é um macronutriente essencial para o funcionamento adequado do corpo humano. Assim, ela desempenha uma infinidade de funções vitais, desde a construção e reparo dos tecidos musculares até a produção de enzimas e anticorpos. Portanto, é necessário investir em boas fontes para compor a alimentação equilibrada.

A seguir, confira opções saudáveis de proteínas para incluir na sua rotina:

  • Soja (34g de proteína a cada 100g)
  • Camarão (24g de proteína a cada 100g)
  • Frango (23g de proteína a cada 100g)
  • Salmão (21,62g de proteína a cada 100g)
  • Amêndoa (21,1g de proteínas a cada 100g)
  • Carne Vermelha (21g de proteína a cada 100g)
  • Peixes (20g de proteína a cada 100g)

Por fim, o ideal é que o consumo de proteínas aconteça entre todas as refeições. A necessidade diária recomendada pela RDA (Recommended Dietary Allowances) é de 0,8g/kg de peso corporal. Além disso, é importante saber que o corpo não estoca excesso de proteínas ou aminoácidos. Ou seja, não adianta exagerar no consumo porque uma dieta hiperproteica leva ao acúmulo de gordura e a sobrecarga renal.

Veja também: Proteínas: quanto tem em 100 gramas de cada alimento

Dicas de ouro 

Para alcançar uma vida saudável e equilibrada, é fundamental considerar todas as necessidades nutricionais, o que vai além do consumo de proteínas. A alimentação saudável deve ter também carboidratos, gorduras saudáveis, vitaminas e minerais. Assim, o acompanhamento de um profissional de saúde pode fornecer orientações personalizadas em conjunto com a prática de atividades físicas.

“Lembre-se de que a saúde é um conjunto de hábitos e escolhas equilibradas. Portanto, mantenha-se informado, busque orientação profissional e desfrute de uma dieta variada e benéfica, que atenda às suas necessidades individuais para alcançar uma vida plena e saudável”, conclui o Dr. William Hafemann Viana.

Fonte: Dr. William Hafemann Viana, médico em endocrinologia e metabologia esportiva. 

Alimentação e Movimento
Uma alimentação equilibrada pode potencializar os resultados do seu treino! Assine o Clube Vitat Cuida e garanta descontos exclusivos em consultas com nutricionistas, farmácias, exames laboratoriais e manipulados.

Sobre o autor

Tayna Farias
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em gravidez e maternidade

Leia também:

mulher fazendo um exercício de ombros no aparelho da academia
Bem-estar Movimento

A ordem dos exercícios no treino importa? Personal explica

Trocar a ordem dos exercícios durante o treino de vez em quando pode até não fazer diferença, mas fazer isso com frequência pode impactar os resultados

Suchá detox
Alimentação Bem-estar

Suchá detox de verão: nutricionista ensina 2 receitas para desinchar

Veja receitas com melão, abacaxi, gengibre e hortelã, além de seus benefícios

Afundo ou passada
Bem-estar Movimento

Afundo ou passada: qual é o melhor exercício para os glúteos?

Ambos os exercícios podem trazer benefícios para os membros inferiores