Pets protegem a capacidade cognitiva de idosos por mais tempo, diz estudo

Saúde
04 de Março, 2022
Pets protegem a capacidade cognitiva de idosos por mais tempo, diz estudo

Companheiros fiéis e amorosos, os animais de estimação se tornaram verdadeiros protegidos de seus donos. Eles ajudam as crianças no desenvolvimento de responsabilidade e empatia e na saocialização com seus pares, além de reduzirem o estresse e a ansiedade. Recentemente, um estudo ainda descobriu outro benefício importante na vida dos que já estão em uma idade mais avançada. De acordo com a pesquisa, pets protegem a capacidade cognitiva de idosos por mais tempo.

Durante o isolamento social, os bichinhos de estimação serviram, acima de tudo, como grandes companheiros e reguladores da ansiedade. Segundo uma pesquisa da University of York, mais de 90% dos 6 mil entrevistados disseram que seus pets os ajudaram a lidar emocionalmente com o Covid-19.

Mas mesmo com a rotina voltando ao normal, a companhia dos animais de estimação segue trazendo muitos benefícios para seus donos. Idosos que vivem sozinhos, além de terem parceiros de quatro patas, podem proteger a capacidade cognitiva ao cuidarem de um bichinho.

Pets protegem a capacidade cognitiva

No estudo, primeiramente, 1.369 idosos com idade média de 65 anos que tinham habilidades cognitivas normais foram analisados. Entre eles, 53% possuíam animais de estimação e 32% eram donos de animais de longa data, definidos como aqueles que possuíam animais de estimação por cinco anos ou mais. Além disso, 88% eram brancos, 7% eram negros, 2% eram hispânicos e 3% eram de outra etnia.

Por meio de dados coletados do Health and Retirement Study, os pesquisadores desenvolveram uma pontuação para cada pessoa, que variava de 0 a 27. A partir dessas informações, eles associaram os resultados com os anos de posse de animais.

Por fim, eles chegaram à conclusão de que os donos de animais de estimação de longo prazo tinham, em média, uma pontuação cognitiva 1,2 ponto maior em comparação com os voluntários que não tinham animais de estimação.

Leia também: Idosos podem reduzir danos cerebrais com jardinagem, dança e caminhada

Benefícios de ter um pet

Além de combaterem a solidão e ajudarem a atrasar o declínio cognitivo em idosos, os animais de estimação também fazem com que a mente e o corpo de seus donos fiquem ativos.

Para cuidar de um pet, são necessários atenção e planejamento. Além disso, cachorros, por exemplo, precisam de exercícios diários, e a caminhada é um dos passeios mais desejados pelos bichinhos.

Um estudo, publicado em 2019 no Scientific Reports, afirmou que adotar um cachorro pode realmente ajudar a combater o sedentarismo. O levantamento mostrou que donos de animais realizam cerca de duas a quatro vezes mais atividade física em relação àqueles que não possuem pets.

Leia também:

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas

corredor abaixado segurando a perna aparentemente com dor
Bem-estar Movimento Saúde

Será que eu estou com canelite? Médico destaca principais sinais

A condição é uma das principais preocupações entre os corredores. Ortopedista explica como identificar os sintomas característicos da canelite