Osteopenia: saiba mais sobre a pré-osteoporose

Saúde
29 de Setembro, 2022
Osteopenia: saiba mais sobre a pré-osteoporose

A osteopenia nada mais é do que uma pré-osteoporose. “É uma condição de perda de massa óssea, de cálcio do osso”, explica o ortopedista Rodrigo Luiz Vetorazi. 

Apesar de assustar quando aparece nos exames, a condição pode ser evitada e até mesmo revertida. E cuidar disso é fundamental para um envelhecimento mais saudável, com menos riscos de fraturas e problemas ósseos. 

Leia também: Menopausa e osteoporose: Como a reposição hormonal pode ajudar

Osteopenia é mais frequente em mulheres após menopausa 

A condição ocorre mais em mulheres, no pós-menopausa, mas também pode atingir homens idosos.  Além disso, geralmente, não apresenta sintomas e os médicos fazem o diagnóstico em exames de rotina, como a densitometria óssea. 

Além do próprio envelhecimento, as principais causas são: 

  • Baixo consumo de cálcio 
  • Pouca exposição ao sol 
  • Sedentarismo
  • Tabagismo 

Osteopenia transitória 

A imobilização de um membro por gesso, por exemplo, ou a sua falta de utilização, como em casos de pacientes que possuem paraplegia, pode levar a uma osteopenia chamada de transitória. “Por não conseguir utilizar o membro, a densidade mineral óssea pode diminuir levando a osteopenia transitória”, explica o médico. 

Diagnóstico 

O exame padrão-ouro para diagnosticar a condição – que não é doença – é a densitometria óssea. O exame faz um scanning do corpo por meio da emissão de raio-X para medir a densidade óssea. “É um exame comparativo que pega regiões específicas do corpo, como coluna, lombar e quadril, faz uma medição, mas compara o resultado com o da população da mesma idade e sexo.”  Valores entre -1 e -2,5 são considerados osteopenia. 

Como a osteopenia é silenciosa, geralmente, não é diagnosticada de forma precoce. Além disso, muitos pacientes só descobrem que possuem algum comprometimento ósseo quando já estão com osteoporose ou sofrem alguma fratura. Por isso, os médicos recomendam que, especialmente, as mulheres na menopausa que façam a cada dois anos esse exame.

Risco de fraturas 

Muitas vezes ignorada pelos pacientes, um dos principais riscos de não tratar devidamente a osteopenia é o quadro evoluir para a osteoporose, que é a perda progressiva de massa óssea. E aí, que mora o perigo: a doença torna os ossos mais fracos e facilita fraturas, que podem comprometer a qualidade de vida do paciente. “A osteoporose pode levar a fraturas como no punho e na coluna mesmo em quedas banais”. 

Leia também: Afinal, como prevenir a osteoporose?

Afinal, como tratar a osteopenia?

A melhor forma de prevenir e tratar a osteopenia é adotando um estilo de vida saudável. Além disso, uma boa notícia é que existe reversão da osteopenia. Por mais clichê que possa parecer, os bons hábitos são fatores de proteção dos ossos e podem evitar tanto a osteopenia, como a osteoporose. “O exercício físico feito enquanto o paciente é jovem, ajuda-o a suportar a perda mineral óssea ao longo do tempo”, conta o médico.

Além disso, tomar sol para ativação da vitamina D é outra medida importante. De acordo com o especialista, a exposição solar por pelo menos 30 minutos de três a quatro vezes por semana é o suficiente para cuidar da saúde dos ossos.

“Evitar fumar e consumir café em excesso, além de ingerir leite e derivados por conta do cálcio ou fazer a suplementação são medidas que evitam a perda óssea”, faz o alerta. Contudo, em casos mais graves e específicos, o uso de medicamentos chamados de bifosfonatos podem ajudar a tratar essa perda óssea e evitar fraturas mais sérias.

Referência: Rodrigo Luiz Vetorazzi, médico ortopedista e coordenador da Ortopedia do Hospital Albert Sabin de SP. 

Fonte: Fatores associados à osteopenia e osteoporose em mulheres submetidas à densitometria óssea

Sobre o autor

Beatriz Libonati
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em diabetes e obesidade.

Leia também:

Transplante de rim
Saúde

Transplante de rim: órgão doado faz falta? Quem pode doar? Entenda

Indicado para pessoas com doença renal crônica, transplante do novo órgão permite que o corpo volte a filtrar e eliminar líquidos e toxinas

Endometriose e saúde mental
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Endometriose e saúde mental: como cuidar de si mesma?

Desconfortos podem causar uma série de desafios emocionais, por isso é importante cuidar da saúde mental

Que horas o mosquito da dengue mais pica
Saúde

Que horas o mosquito da dengue mais pica?

Veja quais são os principais horários e como se prevenir da doença