Obstrução intestinal: conheça as causas, sintomas e tratamentos

3 de janeiro, 2022

Dificuldade para evacuar ou eliminar gases são alguns dos sintomas de obstrução intestinal. A condição, como o próprio nome já diz, ocorre quando as fezes não conseguem passar pelo intestino devido a uma interferência no seu trajeto habitual, como a presença de bridas intestinais, tumores ou inflamações, por exemplo. 

As obstruções impedem a passagem dos alimentos digeridos, causando um acúmulo de fezes, gases intestinais e secreções digestivas dentro do intestino, provocando riscos de complicações. Nesse sentido, existe a obstrução total e a obstrução parcial de intestino, chamada de suboclusão. Nos casos de obstruções totais, ocorre um bloqueio completo da possibilidade do trânsito intestinal, exigindo cirurgia. Já nos casos de obstrução parcial, geralmente não é necessário o procedimento.

Leia mais: Alimentos que fazem bem para a saúde intestinal

Fato é que especialistas são unânimes em dizer que, caso surja qualquer suspeita de obstrução no intestino, é aconselhável procurar imediatamente atendimento médico, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento. Saiba como abaixo:

Causas da obstrução intestinal

A obstrução intestinal pode ser causada por uma série de fatores, tais como:

  • Desenvolvimento de câncer intestinal ou na região abdominal, pois o crescimento de um tumor pode comprimir a parede intestinal e levar ao bloqueio. 
  • Cirurgias no intestino, pois causam acúmulos de tecido no intestino.
  • Doenças inflamatórias, como a diverticulite e a doença de Crohn.
  • Doenças parasitárias, como as verminoses.
  • Hérnias e paralisias dos movimentos intestinais.

Sintomas

Um dos primeiros sinais da obstrução intestinal é, principalmente, a impossibilidade de eliminação de fezes e gases. A prisão de ventre pode vir acompanhada de:

  • Dor abdominal
  • Inchaço da barriga
  • Náuseas
  • Vômito
  • Diminuição do apetite
  • Cólicas intensas

Além disso, pacientes com obstrução intestinal podem apresentar desidratação, fraqueza e perda de peso causados pela baixa absorção de nutrientes pelo organismo. Em casos mais graves, o bloqueio pode causar lesões no intestino, infecção generalizada e necrose dos tecidos. No entanto, os riscos de morte são baixos e a obstrução, em geral, tem boa evolução clínica.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito a partir da avaliação dos sintomas pelo médico, além do exame físico do paciente. Para identificar a obstrução, é realizado o exame de colonoscopia, que captura imagens do intestino. De forma complementar, pode ser feito ainda o exame de endoscopia, que mostra as condições da parte superior do sistema digestivo.

Por fim, de forma menos invasiva, exames de imagem como tomografia do abdômen e ressonância magnética podem revelar o local da obstrução.

Tratamento da obstrução intestinal

A boa notícia é que a obstrução intestinal tem cura. Dessa forma, o tratamento varia e considera aspectos como a localização da obstrução, a gravidade dos sintomas e as causas. Se for uma obstrução parcial leve, por exemplo, são indicados líquidos na veia ou por meio de uma sonda que vai do nariz até o intestino. Além disso, o paciente deve ficar em jejum até que o problema seja resolvido. Nos casos mais graves, é necessária a intervenção cirúrgica para desobstruir o intestino.

Por fim, a adoção de hábitos saudáveis de alimentação e atividades físicas pode reduzir as chances de desenvolvimento de obstrução intestinal, assim como não fumar, tampouco consumir álcool em excesso, pois eles também estão relacionados ao câncer de estômago. Vale também investir numa dieta que inclua verduras, legumes e fibras, já que eles ajudam no funcionamento do intestino.

Leia mais: Microbiota intestinal: Quais as suas funções e como melhorá-la

Sobre o autor

Fernanda Lima
Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde