Diverticulite: O que é, sintomas e qual é a dieta apropriada

Alimentação Bem-estar
02 de Dezembro, 2020
Diverticulite: O que é, sintomas e qual é a dieta apropriada

A diverticulite ou doença diverticular é uma condição que consiste na inflamação da parede interna do intestino. Ela é caracterizada, principalmente, pela formação de bolsas e quistos pequenos e salientes: os divertículos. É a inflamação dessas bolsas que provoca a doença. Saiba mais sobre a doença e conheça a dieta para diverticulite.

A presença dos divertículos é normal, no entanto, sua inflamação é o que leva à ocorrência desse problemas de saúde. Por isso, dietas pobres em fibras podem intensificar o processo inflamatório, pois a falta desse nutriente leva à constipação intestinal (prisão de ventre).

Leia também: Colite ulcerativa: Alimentos indicados para quem sofre da doença

Causas e sintomas da diverticulite 

Quando há uma perfuração nos divertículos, pode acontecer a inflamação dessas estruturas. Entretanto, essa inflamação é mais comum em pessoas com mais de 40 anos, sendo que pessoas com HIV e idosos que tomam corticóides apresentam mais riscos de sofrerem com a condição. 

Entre os principais sintomas, estão:

  • Dor e sensibilidade na parte inferior do abdômen 
  • Febre 
  • Sangue nas fezes
  • Náuseas 
  • Vômitos

Dieta para diverticulite: diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é feito por meio de exames de investigação do tubo digestivo, como a colonoscopia, ultrassom, tomografia e endoscopia. Entretanto, a colonoscopia deve acontecer após o tratamento da infecção, pois pode causar sangramento no intestino e, consequentemente, agravamentos no quadro. 

Carlos Machado, clínico geral especialista em medicina preventiva, retoma a importância em fazer um acompanhamento com um médico de confiança para agir de forma preventiva

De tal forma, o diagnóstico assertivo é muito importante, uma vez que outras doenças podem apresentar sintomas parecidos, como a apendicite e o câncer de cólon – por exemplo.

Já em relação ao tratamento, nos casos de diverticulite leve, o repouso e uma dieta líquida já são o suficiente para que o paciente melhore. Ocasionalmente, o médico também pode prescrever antibióticos via oral. 

Em quadros de diverticulite grave, os sintomas são mais agressivos e podem exigir hospitalização. Assim, o paciente recebe antibióticos pela veia, fica em jejum, recebe hidratação e permanece em repouso até que os sintomas melhorem. 

Drenagem e cirurgia da diverticulite

Quando os divertículos não apresentam melhoras com o tratamento acima, pode ser necessária a drenagem dessas estruturas. Assim, utiliza-se uma agulha inserida pela pele e guiada por imagens para realizar o procedimento. 

Caso a drenagem ainda não funcione, pode ser necessária uma intervenção cirúrgica. Normalmente, a cirurgia acontece por causa de complicações, como a peritonite (infecção da cavidade abdominal) ou ruptura intestinal – além daqueles pacientes que não apresentam melhora dos sintomas em alguns dias após o tratamento. 

Dieta para diverticulite

low carb fibras dieta para diverticulite

Quem sofre de diverticulite deve prezar por uma dieta rica em alimentos de fácil digestão, ou seja, ricos em fibras, pois elas melhoram a consistência do bolo fecal, o funcionamento do intestino e, sendo assim, acabam por evitar crises.

Além disso, as fibras estimulam o crescimento de bactérias boas e, por isso, beneficiam a saúde da flora intestinal como um todo. No entanto, as fibras devem ser consumidas a fim de evitar as crises, mas não podem ser consumidas durante elas, pois há risco de que elas piorem os sintomas, em especial a formação de gases.

Porém, durante uma crise fibras devem ser evitadas, pois fermentam e produzem mais gases, que podem piorar os sintomas. Sendo assim, a dieta durante a crise de diverticulite deve ser feita inicialmente apenas com líquidos claros e de fácil digestão, como caldos de galinha, sucos de frutas e água de coco. A partir de uma melhora do quadro é importante aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras e de água.

Ou seja, a ingestão de fibras deve sempre vir acompanhada de boa hidratação, pois se não houver boa ingestão de agua, as fibras podem ter efeito contrário e causar constipação.

Melhores alimentos

  • Frutas, em especial as que têm bagaço, como mexerica, ou as que podem ser consumidas com a casca, como uva;
  • Legumes, como brócolis, e verduras, como rúcula, alface e espinafre
  • Farinhas e cereais integrais.

Leia mais: Quer um intestino saudável? Evite esses alimentos

Links úteis:

Manual MSD

Sobre o autor

Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo

Leia também:

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração

Chás pré e pós-treino
Alimentação Bem-estar

Chás pré e pós-treino: veja as melhores opções

O chá é a segunda bebida mais consumida mundialmente, depois da água, sendo o Brasil um dos maiores consumidores. De acordo com um balanço da Euromonitor