Nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista: O que faz cada especialidade

14 de setembro, 2021

Não existe dieta milagrosa para resolver as variações de peso. Por isso, se você quer emagrecer, engordar, ganhar massa muscular ou está enfrentando alterações metabólicas, é preciso buscar ajuda profissional para cuidar da alimentação. Muitas pessoas ainda ficam em dúvida sobre qual especialidade procurar: Nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista? Quem pode definir o cardápio ou diagnosticar distúrbios alimentares? Confira, então, a seguir:

Leia também: Consulta online com nutricionista: Como funciona

Nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista: O que faz cada especialidade?

Nutricionista

A alimentação e a nutrição são os focos principais do trabalho. Além de atuar alinhando comportamento e alimentos, é o profissional qualificado para prescrever dietas personalizadas de acordo com a necessidade ou com o objetivo do paciente.

O cardápio vai depender de fatores como histórico familiar, rotina, alergias alimentares, gosto pessoal e até condições financeiras. Isso porque a pessoa precisa gostar da sugestão e conseguir seguir o cronograma para conquistar o resultado.

Leia também: 15 fatos sobre alimentação que uma nutricionista quer que você saiba

Nutrólogo

É o profissional médico especialista em nutrologia. Ou seja, se dedica ao diagnóstico, prevenção e tratamento de distúrbios alimentares, como compulsões, desnutrição, anorexia e deficiência de vitaminas. Ademais, o tratamento das doenças pode incluir encaminhamento para nutricionistas e endocrinologistas.

Endocrinologista

Especialidade médica voltada para o diagnóstico e tratamento de doenças e distúrbios hormonais e metabólicos, quase sempre relacionados à alimentação. As atribuições envolvem cuidar de doenças ósseas — osteoporose, por exemplo —, diabetes e obesidade.

Além disso, entram na lista alterações na tireoide, colesterol, triglicérides, diabetes, tumores que produzem hormônios em excesso e doenças autoimunes. Existem pacientes que não sentem fome, outros sentem fome o tempo todo, entre outros distúrbios.

Quem tem dificuldade na perda de peso deve conciliar o acompanhamento de endocrinologista e nutricionista. Além do tratamento medicamentoso para ‘consertar’ o desequilíbrio do organismo, a dieta individualizada ajuda a conquistar o objetivo ao final do processo.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.