Micropigmentação de aréolas resgata autoestima de mulheres após câncer de mama

Beleza Bem-estar
06 de Outubro, 2022
Micropigmentação de aréolas resgata autoestima de mulheres após câncer de mama

A micropigmentação de aréolas se tornou uma técnica que busca resgatar a autoestima de mulheres que fizeram a cirurgia de mastectomia – procedimento para a remoção de uma ou ambas as mamas – e venceram o câncer de mama.

Mas, afinal, o que é esse procedimento e como ele é feito? Saiba mais sobre o tema a seguir!

Leia também: Câncer de mama: saiba quais são os sintomas, os tipos e os tratamentos

O que é micropigmentação de aréolas

Mais usada para retocar as sobrancelhas e os lábios, a micropigmentação ganhou uma nova função ao também servir para redesenhar as aréolas de pacientes que passaram pela mastectomia.

Leia também: Mastectomia do câncer de mama: é possível preservar o mamilo?

De acordo com Deise Damas, especialista em micropigmentação, o método ajuda a resgatar a autoestima das mulheres, uma vez que recria o desenho dos mamilos e ajuda a suavizar as possíveis cicatrizes deixadas pela cirurgia de retirada do seio.

“Após a mastectomia, a micropigmentação pode representar uma reconstrução para a mulher e, portanto, ajudar muito em sua autoestima.”

Leia também: Afinal, é possível fazer a reconstrução da aréola e dos mamilos após a retirada das mamas?

Como é feita?

O desenho, de acordo com a profissional, é feito em uma camada mais superficial da pele, usando uma espécie de tinta própria para a micropigmentação de aréolas.

“As cores do mamilo e seus contornos originais são redesenhados. O pigmento, por sua vez, fica em uma camada bem superficial da pele, simulando de forma realista o desenho do mamilo”, explica Deise, ressaltando que também é possível fazer em pessoas que têm apenas parte do mamilo.

Leia também: Reconstrução das mamas: quais são os tipos e quando ela é indicada

“O pigmento é específico para esse procedimento, pois as cores devem se parecer com as do mamilo natural”, completa. 

  • Clique aqui para ver o resultado.

Por fim, a micropigmentação costuma levar duas sessões para ficar pronta, e que deve ser feita de novo a cada dois anos, em média.

Quanto aos cuidados depois do procedimento, a especialista afirma que é necessário apenas evitar fontes de calor e exposição solar na região.

Fonte: Deise Damas, especialista em técnicas naturais de micropigmentação em sobrancelhas, lábios, olhos e aréolas, do Rio de Janeiro.

Sobre o autor

Ana Paula Ferreira
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em beleza e bem-estar.

Leia também:

Chás pré e pós-treino
Alimentação Bem-estar

Chás pré e pós-treino: veja as melhores opções

O chá é a segunda bebida mais consumida mundialmente, depois da água, sendo o Brasil um dos maiores consumidores. De acordo com um balanço da Euromonitor

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Quando mudar a rotina de skincare
Beleza Bem-estar

Rotina de skincare: quando mudar os produtos? Dermatologista explica

Segundo a dermatologista, apesar da percepção, a pele continua se beneficiando da rotina