Leite é bom para azia? Especialista responde

Alimentação Bem-estar Saúde
13 de Junho, 2022
Leite é bom para azia? Especialista responde

A maioria de nós já sofreu com uma crise de azia e má digestão — algumas pessoas, inclusive, têm quadros mais frequentes e dolorosos, causados por doenças gastrointestinais. Nessas horas, muitos recorrem a receitas e remédios naturais que encontram na internet e prometem o alívio imediato dos sintomas. É o caso do leite: ele é realmente bom para azia? Confira o que diz um especialista:

O que é a azia?

De acordo com o médico Dr Gustavo Patury, cirurgião do aparelho digestivo e cirurgião bariátrico, “é a sensação de queimação no estômago, dor ou desconforto na região do peito, causada pelo refluxo gastroesofágico.”

Vez ou outra, quando comemos algo “que não cai bem”, ou então exageramos na quantidade de comida, é normal sentirmos uma queimação na região do estômago ou da caixa torácica, que geralmente chamamos de azia. Ou, ainda, um gosto amargo na boca ou na parte baixa da garganta. Isso acontece porque há o retorno de líquido estomacal, que é naturalmente ácido para digerir os alimentos.

Afinal, leite é bom para azia?

O médico explica que, na verdade, o leite pode ter o efeito contrário do desejado e piorar a situação. “No início, a queimação pode até melhorar. Isso porque o líquido é básico e equilibra esse refluxo. Contudo, logo ele induz o estômago a produzir mais ácido, e os sintomas podem voltar”, explica o médico.

Ou seja, na dúvida, consulte o seu médico. Além de prescrever os medicamentos mais adequados para os casos de crise, o profissional poderá fazer o diagnóstico correto da causa do problema.

Leia também: Sopa é calórica? Como deixar qualquer receita mais leve

O que piora a queimação?

Certos alimentos, principalmente se consumidos em excesso. Por exemplo: pimenta, café, chocolate, chá mate, chá preto, cigarro, bebidas alcoólicas, condimentos e refrigerantes.

Além disso, quem sofre com o problema deve evitar:

“Outra forma de tratamento do refluxo, além das medicações, são justamente as orientações: perder peso, ter uma dieta saudável (com baixo teor de gorduras e de produtos industrializados), elevar a cabeceira da cama à noite e comer de três em três horas”, finaliza o médico.

Fonte: Dr Gustavo Patury, médico, cirurgião do aparelho digestivo e cirurgião bariátrico. Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Ozempic, Wegovy e Mounjaro
Saúde

Ozempic, Wegovy e Mounjaro: endocrinologista explica diferenças

Como as chamadas "canetas emagrecedoras" atuam contra o diabetes e obesidade?

Mulher grávida ao lado de um médico, que está olhando uma prancheta, explicando as doenças mais comuns na gravidez
Gravidez e maternidade Saúde

7 doenças mais comuns na gravidez e como identificá-las

As alterações da gravidez podem enfraquecer o sistema imunológico da mulher, tornando-a mais propensa a doenças e infecções comuns no período

chá de boldo
Alimentação Bem-estar

Chá de boldo: para que serve, benefícios e como fazer

O chá de boldo é utilizado para tratar uma variedade de problemas digestivos, como má digestão, gases, azia, constipação e diarreia