Graviola: Benefícios, propriedades e como consumir

15 de outubro, 2019

Graviola é uma fruta popular por seu sabor delicioso e pelos impressionantes benefícios à saúde. Este fruto verde espinhoso tem uma textura cremosa e um sabor forte que é frequentemente comparado ao abacaxi ou morango.

A fruta é tipicamente consumida crua, cortando-a ao meio e retirando a polpa. Assim, uma porção média é baixa em calorias. Mas, rica em vários nutrientes, como fibras e vitamina C. 100 gramas de graviola contém:

  • Calorias: 66
  • Proteína: 1 grama
  • Fibra: 3,3 gramas
  • Vitamina C: 34% da Ingestão diária recomendada (IDR)
  • Magnésio: 5% da IDR
  • Tiamina: 5% da IDR

Além disso, contém uma pequena quantidade de niacina, riboflavina, folato e ferro.

Curiosamente, muitas partes da fruta são usadas medicinalmente, incluindo folhas e caules. Além disso, é usada na culinária e pode até ser aplicada na pele. Assim, quando combinada com uma dieta equilibrada e um estilo de vida saudável, esta fruta pode trazer benefícios impressionantes para o corpo.

graviola

Benefícios da graviola

Graviola é rica em antioxidantes

Muitos dos benefícios relatados da graviola são devido ao seu alto teor de antioxidantes. Antioxidantes são compostos que ajudam a neutralizar ativos nocivos chamados radicais livres. Ou seja, que podem causar danos às células. Contudo, algumas pesquisas mostram que os antioxidantes podem desempenhar um papel na redução do risco de várias doenças, incluindo doenças cardíacas, câncer e diabetes.

Leia também: Comer frutas depois da refeição ajuda ou atrapalha a digestão?

É antibacteriana

Além de suas propriedades antioxidantes, alguns estudos mostram que a graviola também pode conter propriedades antibacterianas potentes. Por exemplo, em um estudo em tubo de ensaio, extratos de graviola com concentrações variadas foram usados ​​em diferentes tipos de bactérias conhecidas por causar doenças bucais. Dessa maneira, agraviola foi capaz de efetivamente matar vários tipos de bactérias, incluindo cepas que causam gengivite, cáries e infecções por fungos.

Pode reduzir a inflamação 

A inflamação é uma resposta imune normal à lesão, mas evidências crescentes mostram que a inflamação crônica pode contribuir para doenças. Em um estudo, os ratos foram tratados com extrato de graviola, que diminuiu o inchaço e aliviou a inflamação. Já outra pesquisa teve resultados semelhantes, mostrando que o extrato de graviola reduziu o inchaço em camundongos em até 37%.

Embora atualmente a pesquisa esteja limitada a estudos com animais, isso pode ser especialmente benéfico no tratamento de distúrbios inflamatórios como a artrite.

Estabiliza os níveis de açúcar no sangue

A fruta demonstrou ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue em alguns estudos com animais. Assim, em um experimento, ratos com diabetes receberam injeções com extrato de graviola por duas semanas. Portanto, aqueles que foram tratados com o extrato apresentaram níveis de açúcar no sangue cinco vezes menores que o grupo não tratado.

Como consumir a graviola

De sucos a sorvetes, a graviola é um ingrediente popular encontrado em algumas partes do Brasil e pode ser apreciada de várias maneiras diferentes. Além disso, a polpa pode ser adicionada a smoothies, transformada em chás ou até usada para adoçar produtos assados.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.