Grávida pode comer camarão?

Gravidez e maternidade Saúde
23 de Agosto, 2023
Grávida pode comer camarão?

O teste positivo de gravidez vem acompanhado de diversas recomendações, incluindo mudanças na alimentação. Para as mamães que amam uma comida japonesa, por exemplo, pode ser necessário abrir mão de alguns alimentos, como os peixes crus. Mas será que grávida pode comer camarão?

Leia mais: Dieta na gravidez: alimentação pode afetar o desenvolvimento do feto

Grávida pode comer camarão?

Sim, geralmente é seguro para mulheres grávidas comerem camarão. Inclusive, o camarão é uma fonte de proteína e nutrientes importantes, como selênio, iodo e vitamina B12. No entanto, existem algumas precauções antes de consumir esse fruto do mar:

  • Cozimento adequado: Certifique-se de que o camarão esteja completamente cozido antes de consumi-lo. Assim, diminui o risco de contaminação por bactérias ou parasitas que podem ser prejudiciais para a saúde da mãe e do bebê em desenvolvimento. Além disso, deve-se consumir com moderação, já que o camarão contém gorduras que podem interferir no colesterol.
  • Alergias: Se você não tiver comido camarão antes ou não tiver certeza sobre possíveis alergias, consulte um médico antes de incluí-lo em sua dieta durante a gravidez.
  • Mercúrio: O camarão é geralmente considerado uma opção de frutos do mar com baixo teor de mercúrio em comparação com peixes maiores. No entanto, ainda é importante considerar o teor de mercúrio. Por isso, evite camarões de águas contaminadas ou peixes maiores com altos níveis de mercúrio.

O que a grávida não pode consumir ou precisa evitar

1 – Produtos ultraprocessados: Gordura hidrogenada, açúcar refinado e farinha branca são alguns dos ingredientes de muitos itens industrializados: margarina, bolachas, biscoitos recheados, chocolate, sorvetes, molhos, condimentos prontos, fast-foods, congelados…

2 – Comida japonesa: O peixe cru, um dos protagonistas da culinária japonesa, pode causar intoxicação alimentar, uma vez que pode conter parasitas e bactérias.

3 – Cafeína: Encontrada no café, no chá verde, no chá mate e no chá preto. E em refrigerantes, energéticos e chocolates com alto teor de cacau.

4 – Leite e queijos não pasteurizados: Eles podem estar contaminados com a bactéria Listeria. O que, por sua vez, pode provocar aborto, parto prematuro, bebê natimorto ou doença fatal ao recém-nascido.

5 – Bebidas alcoólicas e cigarro: As substâncias estão relacionadas a danos fetais e abortos espontâneos.

6 – Por fim, adoçantes artificiais: Como o ciclamato e o aspartame. No lugar deles, a mulher deve priorizar os naturais: sucralose e estévia, por exemplo.

Descubra seu peso ideal. É grátis! Saiba se seu peso atual e sua meta de peso são saudáveis com Tecnonutri.
cm Ex. 163 kg Ex. 78,6

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

Por quanto tempo devo tomar vitamina C
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar vitamina C?

Aliada a imunidade e a beleza, a vitamina C está ligada a uma série de benefícios para a saúde. Veja recomendações sobre o consumo prolongado

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte