Estenose cervical: causas, sintomas; tem cura?

4 de agosto, 2022

Estenose cervical é o estreitamento do espaço onde passa a medula na região da coluna cervical (pescoço). O quadro, que pode ser provocado pelo próprio envelhecimento, pode gerar diversos incômodos e até limitação de movimentos, mas é possível cuidar. Saiba mais.

Quais são as causas da estenose cervical?

Entre as principais, estão o desgaste natural das articulações das vértebras da coluna cervical, achatamento e enrijecimento dos discos da região da coluna cervical, levando à compressão dos nervos no pescoço.

Sintomas

Geralmente o paciente sente dor na região do pescoço (nuca). Mas não para por aí: o incômodo pode irradiar para os braços e até mesmo para as mãos. Além disso, há pacientes que sentem dormência nos membros superiores e, nos casos mais graves, perda de força.

Leia também: Vasectomia: o que é, como funciona e outras dúvidas comuns

Diagnóstico

Se sentir um incômodo assim, marque uma consulta médica, de preferência com um ortopedista. Além da avaliação clínica, o especialista irá fazer exames físico e de imagem, como radiografia e ressonância da coluna cervical, que mostram alterações nas articulações e discos intervertebrais e também detectam se há ou não compressão da medula.

Estenose cervical tem cura?

Por ser muitas vezes uma condição do próprio envelhecimento do organismo, o que os especialistas apostam é no tratamento para melhorar a qualidade de vida do paciente. Assim, há medidas indicadas para quem tem estenose cervical, como evitar pegar excesso de peso com os braços, evitar a flexão excessiva do pescoço, usar medicações para alívio da dor e realizar atividade física para fortalecer a musculatura ao redor do pescoço e dos ombros. Desse modo, essas medidas contribuem para uma melhor qualidade de vida e um envelhecimento mais saudável e evitam que o desgaste piore.

Fonte: Dr Adriano Esperidião, diretor de comunicação e membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.