Enxaqueca: principais causas e o que fazer para evitar

Saúde
23 de Agosto, 2022
Enxaqueca: principais causas e o que fazer para evitar

Você já sofreu com alguma crise de enxaqueca? Ela pode começar como uma dor de cabeça qualquer, mas quando o quadro se agrava, é importante estar atento aos sintomas e buscar tratamento adequado. Por isso, no oitavo episódio do podcast De bem com você, da Vitat, Cris Dias conversou com o Dr Alexandre Feldman sobre a enxaqueca e os mitos e as verdades que cercam essa doença crônica. Confira:

Conheça o convidado

enxaqueca

Dr Alexandre Feldman (CRM 59046-SP), conhecido também como Dr Enxaqueca, é médico clínico-geral, referência no assunto e autor de vários livros sobre enxaqueca e dor de cabeça.

O que é a enxaqueca?

Todo mundo confunde as duas coisas, mas o médico explica que a enxaqueca é uma condição crônica, enquanto a dor de cabeça é apenas um dos sintomas dela. Aliás, os sinais podem começar antes mesmo de uma crise propriamente dita:

  • Apetite alterado;
  • Variações de humor;
  • Aura (como fenômenos visuais como escurecimento, presença de pequenas luzes e pontos brancos);
  • Sensibilidade a barulhos;
  • Enjoo e até vômito.

Existem vários tipos de enxaqueca, e eles geralmente variam de acordo com a causa principal dos quadros. O especialista cita, por exemplo, os tipos hormonal, alimentar e psicológico. “Em todas elas, ocorre a má gestão dos estímulos sensoriais, isto é, um desequilíbrio na química cerebral que afeta tudo o que a gente sente: sabores, cores, cheiros, sentimentos…”, diz o Dr Alexandre Feldman.

Leia também: Luz verde alivia sintomas de enxaqueca e estresse, de acordo com estudo

Quais são os fatores de risco da enxaqueca?

Algumas características tornam a pessoa mais propensa a desenvolver a condição. O sexo biológico é uma delas — as mulheres têm mais chances justamente por conta das alterações hormonais que ocorrem em cada ciclo menstrual.

Além disso, existem fatores genéticos, uso de pílulas anticoncepcionais, menopausa e até alimentação.

O que fazer para tratar e evitar uma crise de enxaqueca?

O tratamento para a condição divide-se em dois: aquele que busca evitar os quadros, e aquele que tem como objetivo atenuar uma crise. “Para os momentos de crise, existem os analgésicos comuns, os anti-inflamatórios e outros medicamentos — mas eles devem ser indicados por um profissional caso a caso”, alerta o médico.

Para prevenir o problema, o estilo de vida é fundamental, pois ele pode contribuir tanto para a melhora quanto para a piora da doença. “Sono, alimentação, gestão do movimento e saúde mental são quatro hábitos essenciais.”

Leia também: Cirurgia para enxaqueca: afinal, quando ela é indicada?

Sobre o De Bem Com Você

No podcast da Vitat, Cris Dias conduz conversas descomplicadas com especialistas e convidados para você descobrir como ficar de bem com você. A cada semana, um episódio novo será lançado. Confira os outros temas aqui!

E tem para todos os gostos: os bate-papos também ficarão disponíveis nas plataformas de áudio Spotify, Deezer, Google e Apple!

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Por quanto tempo tomar glutamina
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar glutamina?

Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

Alimentação e hipertensão
Alimentação Bem-estar Saúde

Alimentação e hipertensão: o que priorizar e o que evitar?

O ideal é utilizar temperos naturais, como ervas e especiarias. Veja outras dicas

check-up ginecológico
Bem-estar Saúde

Check-up ginecológico: quais exames a mulher deve realizar anualmente?

A rotina de exames permite diagnóstico rápido para diversas doenças, ampliando as chances de um tratamento eficaz