Dor na nuca: o que pode ser, quais os sintomas e tratamentos

Saúde
30 de Novembro, 2021
Dor na nuca: o que pode ser, quais os sintomas e tratamentos

A dor na nuca é um dos sintomas que pode indicar o surgimento de outras doenças. Geralmente, não é grave, sendo muito comum por conta do estresse emocional e ansiedade do dia a dia. 

Entre as patologias relacionadas mais comuns, estão:

  • Degeneração dos discos intervertebrais da coluna cervical 
  • Artrose
  • Lesões musculares cervicais, como contraturas e torcicolos
  • Síndrome de dor miofascial
  • Osteoartrite
  • Pressão arterial elevada
  • Sinusite

Causas de dor na nuca

Geralmente, adultos podem apresentar dor na nuca, a depender de fatores como idade, sexo, sedentarismo, tabagismo, hábitos de vida e das atividades cotidianamente realizadas.

O próprio envelhecimento é um fator de risco. Além disso, pode estar relacionada à postura inadequada, traumas na coluna cervical, obesidade, carregar peso de forma inadequada, entre outros motivos.

Principais sintomas

Os sintomas da dor na nuca incluem dores intensas associada a náuseas, vômitos, confusão mental, rebaixamento do nível de consciência e limitação dos movimentos. Tais indícios podem significar o surgimento de alguma doença que envolva, inclusive, risco de morte, como um aneurisma cerebral, AVC ou meningite, por exemplo. Outras condições ainda mais graves, como infarto agudo do miocárdio e neoplasias locais, também constituem doenças graves que podem gerar sintomas de dor na nuca.

Como diagnosticar?

Além de uma avaliação médica, é necessário realizar exames neurológicos, pois eles avaliam a força muscular, a sensibilidade, os eflexos e se há alterações neurológicas progressivas que possam acometer o sistema nervoso central. O médico também pode lançar mão de manobras que provocam ou aliviam a dor, orientando o diagnóstico, bem como solicitar exames de imagem (radiografia da coluna cervical, tomografia de crânio e cervical e ressonância magnética). Para tratar o problema, o ideal é procurar um cirurgião de coluna, neurocirurgião ou ortopedista. Em casos específicos, também é necessária a ajuda de um reumatologista, fisiatra ou neurologista. 

Leia mais: Reumatologista: O que ele trata? Quando marcar uma consulta?

Tratamento e prevenção da dor na nuca

Existem diversos tipos de tratamentos para dor na nuca, por isso, o diagnóstico correto é fundamental. Correção e fortalecimento postural, por exemplo, são indicados em alguns casos. Dessa forma, realiza-se reabilitação com fisioterapia motora, além de analgesia com antiinflamatórios. Em casos de dor persistentes, por exemplo, utilizam-se relaxantes musculares ou medicamentos derivados de opióides. 

Para previnir a dor na nuca, as pessoas devem manter uma boa postura, realizar exercícios físicos regularmente, evitar movimentos repetitivos com o pescoço, diminuir o estresse e ansiedade, evitar pegar peso em cargas elevadas e, por fim, manter hábitos de vida saudáveis.

Dor de nuca x dor de cabeça: como diferenciar?

É comum confundir a dor na cabeça com a dor de nuca. Primeiramente, a dor de cabeça pode estar relacionada à quadros de enxaqueca, associadas com náuseas, fotofobia, fonofobia e vômitos. A enxaqueca tem um tempo de duração entre 3 e 72 horas, e geralmente deixa o paciente incapacitado. 

A dor na nuca, por sua vez, não está elacionada à quadros potencialmente graves. Além disso, é menos incapacitante, mais duradoura e está relacionada à outras doenças. No entanto, alguns tipos de dor na cabeça estão relacionados em sua origem com a dor na nuca, como a cefaléia tensional e a cefaléia cervicogênica. A cefaléia tensional, normalmente, é caracterizada por dores de menor intensidade e mais constantes, sem presença de outros sintomas associados. A cefaléia cervicogênica, por sua vez, são dores de cabeça que têm como origem a dor na nuca. Sendo assim, o tratamento ideal é individualizado, considerando todos os aspectos do paciente e a avaliação médica com o especialista.

Leia mais: Alimentos que ajudam a combater a dor de cabeça

Fonte: Dr. Ygor Peçanha Alexim – Neurocirurgião do Instituto de Ciências Neurológicas de São Paulo (ICNE-SP)

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

Ozempic e anticoncepcional
Saúde

Ozempic pode cortar o efeito do anticoncepcional? Médica explica

Nas redes sociais, não faltam relatos sobre o efeito do Ozempic no aumento da fertilidade

Chá de erva baleeira
Alimentação Bem-estar Saúde

Chá de erva baleeira emagrece? Veja benefícios e como fazer

A erva é eficaz em tratamentos de reumatismo, gota, dores musculares e até úlceras; saiba mais

mulher sentada na mesa da cozinha com remédios para gripe na sua frente
Saúde

Queda na temperatura exige cuidados com a saúde. Confira

Neste fim de semana, o frio vai estar presente em diversas capitais. Queda na temperatura pede alguns cuidados com a saúde respiratória