Dieta para diabetes gestacional: o que comer e o que evitar

Alimentação Bem-estar Gravidez e maternidade Saúde
24 de Agosto, 2023
Dieta para diabetes gestacional: o que comer e o que evitar

Para muitas futuras mães, a gravidez é um momento de alegria e expectativa para a chegada do bebê, mas também do risco aumentado de certas doenças. É o caso do diabetes gestacional, que atinge de 2% a 15% das mulheres grávidas. Embora alguns fatores contribuam para a condição, ela pode se manifestar em qualquer gestante. Por isso, a dieta pode ser uma grande aliada para controlar e prevenir o diabetes gestacional. 

A seguir, saiba mais sobre o quadro e a importância da alimentação nesse contexto. 

Veja também: Sintomas anormais da gravidez que precisam de cuidados médicos

O que é diabetes gestacional e por que acontece?

Assim como o diabetes tipo 2, o diabetes gestacional eleva os níveis de glicose no sangue. Mas, diferentemente do DM2, a doença é típica da gestação, devido a alterações hormonais e ao histórico de saúde da mulher. 

Boa parte da glicose que circula na corrente sanguínea vai para o feto durante a gravidez. Naturalmente, com o desenvolvimento ao longo da gestação, o bebê precisa de quantidades maiores para crescer. 

Porém, em alguns casos, a mãe apresenta maior risco de hipoglicemia — ou seja, glicose baixa no sangue — em jejum ou enquanto dorme. Para dar conta dessa demanda, o pâncreas precisa produzir mais insulina. Às vezes, em até 50% mais para equilibrar a quantidade de glicose no sangue materno. Só que, em alguns casos, o organismo não consegue fabricar insulina suficiente.

Como resultado, se dá o diabetes gestacional, que pode causar complicações no parto, trazer problemas de saúde ao bebê, que tem risco aumentado de diabetes e outras doenças, como a obesidade.

O diabetes gestacional é tratável?

Os níveis de açúcar costumam se normalizar de três dias a uma semana após o nascimento do bebê. No entanto, a doença pode se tornar crônica entre algumas mães. Por isso, ter um cuidado redobrado com a alimentação é imprescindível antes, durante e depois da gestação.

Uma dieta adequada talvez seja o ponto mais importante para o tratamento do diabetes gestacional. Ela deve incluir mais frutas, verduras, legumes, grãos integrais e fibras. Por outro lado, é fundamental evitar carboidratos refinados (como o açúcar e a farinha branca) e alimentos muito gordurosos.

As refeições também precisam ocorrer de forma programada, com porções definidas e com o acompanhamento de um nutricionista ou nutrólogo. Dessa forma, a mãe previne problemas como a hipoglicemia.

O grande objetivo da dieta para diabetes gestacional é priorizar alimentos com baixos índices glicêmicos, que não causam picos de glicose no organismo. Do mesmo modo, é preciso evitar aqueles com efeito contrário. Saiba mais:

Dieta para diabetes gestacional: alimentos permitidos

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, ao longo do dia, deve-se priorizar o consumo de:

As recomendações acima são apenas estimativas. Lembre-se de que a quantidade e o planejamento alimentar precisam de orientação profissional. 

O que evitar?

Deve-se restringir o consumo de alimentos processados. Por exemplo:

  • Conservados em salmoura, frutas em calda e cristalizadas, carnes secas e toucinho, sardinha e atum enlatados.
  • Refrescos em pós, sucos com açúcar, refrigerantes e bebida adoçadas.
  • Alimentos congelados, como pizza, lasanha, hamburguer, entre outros. 
  • Fast foods, pelo alto teor de sódio e substâncias potencialmente nocivas ao corpo. 

Dessa forma, o açúcar deve ser substituído por edulcorantes, mas de forma moderada, de preferência não ultrapassando as quantidades máximas de seis sachês ou 15 gotas por dia. Recomenda-se, ainda, fazer um rodízio dos tipos utilizados.

Referências: Sociedade Brasileira de Diabetes; e Febrasgo.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte