Como tirar mofo do guarda-roupa e neutralizar os odores?

14 de março, 2022

Notou uma presença indesejada no quarto? O mofo não quer dizer, necessariamente, falta de limpeza. Os fungos estão relacionados à umidade do ar, e por isso, podem surgir em diversos ambientes e móveis da casa. Para acabar com esses micro-organismos e aprender como tirar mofo do guarda-roupa, Yeda Suzuki, engenheira civil e proprietária da empresa MOFOout, explica como lidar com a questão.

Por que o mofo acontece?

Suzuki explica que o mofo se desenvolve em qualquer lugar com material orgânico e umidade. No caso do guarda-roupa, materiais como madeira, MDF, laminado e MDP são considerados orgânicos, o que os tornam fatores de risco. O móvel não tende a ser úmido, mas problemas como infiltração ou até mesmo umidade mais alta do ar podem gerar o desenvolvimento desses fungos.

Como tirar o mofo do guarda-roupa?

A engenheira conta que, nesse caso, é preciso remover aquela parte da colônia que está visível (penugem e pontinhos de fungos nos cantos dos guarda-roupa). Mas antes de fazer o procedimento, não se esqueça de tirar todas as roupas do móvel. Opte também por limpar com panos descartáveis ou, então, papel-toalha. Jogue fora imediatamente após o uso, para que o material não infecte outro local.

“Tem que limpar com o mínimo de água possível. Pode usar álcool 70%, lustra-móveis, ou um pano pouco umidecido com água sanitária. Assim, você remove essa sujidade. Mas, depois, tem que secar bem”, diz Suzuki.

Leia também: Bolor e mofo agravam bronquite: Como evitar

Para eliminar de fato esses fungos, é importante identificar a fonte da umidade. Se o móvel continuar em contato com a fonte, o mofo vai voltar. O recomendado é afastar o guarda-roupa de paredes (como a do banheiro ou a da cozinha), que têm mais chances de infiltração. E nada de lavar o guarda-roupa. A água deve ser usada com muito cuidado, uma vez que pode deixar o local mais úmido e fazer com que a colônia cresça novamente.

Quando jogar o móvel fora?

“Se a colônia estiver em estágio avançado de proliferação, com uma crosta, pulverulenta ou com aspecto de algodão já um grande sinal de alerta. Se aliado ao indício dos fungos houver também sinais de umidade, como, por exemplo, estufamento da madeira, o móvel está comprometido e deve ser descartado”, diz Suzuki.

Como evitar que os fungos apareçam?

“O normal é ele não acontecer. Se a casa estiver saudável — ou seja, não tiver infiltração e nenhum tipo de vazamento —, ele não vai acontecer. Se você tiver algum problema, vai ter que fazer os reparos necessários para eliminar essa fonte de umidade. Em situações normais, você tem que manter o ar da casa renovado. A umidade pode estar no ar. Então, você tem que favorecer a circulação de ar dentro de casa, pelo menos duas vezes por dia”, explica a engenheira.

Evitar o acúmulo de poeira também é importante, porque isso também favorece o desenvolvimento do mofo. Além disso, se o seu guarda-roupa é de MDF e o fundo está cru ou com a parte de madeira sem acabamento, envernizar impede a disponibilidade de umidade no móvel.

Leia também: Como evitar crises alérgicas no inverno

Como tirar mofo do guarda-roupa: e o cheiro ruim que fica?

Sentiu o cheiro do mofo no móvel? É possível tirar! Antes de tudo, o ideal é deixar o móvel aberto. Evitar guardar peças como jaquetas de couro molhadas ou úmidas e sapatos ou roupas suadas também é indicado para evitar o odor ou uma nova proliferação de mofo.

Dica útil: A mistura de bicarbonato de sódio e vinagre pode ser usada para a limpeza do mofo, mas sempre em pequenas quantidades para não umedecer o móvel. O mais indicado pela especialista é o álcool 70%.

Fonte: Yeda Suzuki, engenheira civil e proprietária da empresa MOFOout.

Sobre o autor

Gabriela Ferreira
Gabriela Ferreira
Jornalista e Repórter da Vitat.