Como limpar as roupas de cama de alguém doente

9 de março, 2022

Quando alguém está enfermo, seja em casa ou no hospital, os cuidados diários para a recuperação da saúde vão além da alimentação e do uso de medicamentos. Limpar adequadamente a roupa de cama da pessoa doente, por exemplo, é importante não só para o conforto da mesma, mas também para evitar a infecção de outras pessoas.

Para manter a higiene em dia, o pneumologista e infectologista Enio Pires Studart dá dicas de como lavar corretamente as roupas de cama. Caso a pessoa esteja com febre, por exemplo, a lavagem dos lençóis e dos edredons deve ser diária. Produtos como desinfetantes podem ser usados para potencializar a limpeza.

“Em relação aos travesseiros, expor ao sol diariamente para que os objetos atinjam uma temperatura de 39 a 40ºC pode destruir os germes. Caso a pessoa não esteja febril, o ideal é lavar a roupa de cama a cada dois dias”, explica.

A temperatura da água também é uma parte importante do processo, afinal, o líquido quente também é capaz de exterminar as bactérias e os vírus. Studart explica que quanto mais elevada for a temperatura usada na lavagem de roupas, melhor. As temperaturas normais, de até 30ºC, não conseguem eliminar os micro-organismos.

“A temperatura ideal para lavar roupas de pacientes infectados varia entre 60° e 90°C, uma vez que a temperatura normal do corpo humano é de aproximadamente 37°, propícia para o aparecimento e a sobrevivência de vírus. Ou seja, a temperatura da lavagem deve ser superior para a assepsia adequada”, diz.

Leia também: Como limpar panela de inox, ferro, cerâmica e aço carbono?

Como limpar a roupa de cama da pessoa doente: cuidados

Studart conta que as peças do enfermo não devem ser misturadas com as das outras pessoas da casa. Nesse caso, manuseie as roupas com luvas (que devem ser descartadas depois disso), mas não se esqueça de lavar as mãos com água e sabão em seguida.

Evite também balançar e chacoalhar os tecidos. Afinal, essa ação pode facilitar a dispersão de micro-organismos. Caso a roupa esteja com sangue, fezes ou outros fluidos, o especialista indica lavar imediatamente e limpar o cesto com álcool 70%. “Caso só tenha um cesto na casa, é indicado colocar as roupas contaminadas em um saco”, ressalta.

Por fim, no final da lavagem da roupa contaminada, também é importante higienizar a máquina de lavar. Para isso, basta passar álcool 70% em todo o aparelho.

“Vale ressaltar a importância da periodicidade das consultas com o médico especialista durante tratamentos de doenças infecciosas. Cuidar da casa, do seu lar, e sobretudo cuidar das pessoas que residem no mesmo local é fundamental para a conservação da saúde. E, justamente pelas demandas, a medicina preventiva tem se tornado um grande espaço de diálogo sobre o tema, permitindo uma maior qualidade de vida“, completa.

Dica útil: Diariamente, deixe o colchão usado pela pessoa doente em locais ventilados e exponha-o ao sol. O ambiente da casa deve ser arejado, com bastante circulação de ar.

Fonte: Enio Pires Studart, médico pneumologista e infectologista.

Sobre o autor

Gabriela Ferreira
Jornalista e Repórter da Vitat.