Cistite: o que é, sintomas, causas e tratamentos

Saúde
07 de Julho, 2022
Cistite: o que é, sintomas, causas e tratamentos

A vontade constante de ir ao banheiro ou dor ao urinar pode ir além da infecção de urina! A cistite é uma infecção ou inflamação da bexiga, causada pela bactéria Escherichia coli, presente no intestino e que ajuda no processo de digestão. 

Quando presente na região urinária, essa bactéria pode infectar a uretra, bexiga e até mesmo os rins. Além da Escherichia coli, outros microrganismos como as bactérias presentes Staphylococcus saprophyticus, Proteus mirabilis, Enterococcus e Klebsiella pneumoniae, podem gerar a cistite. 

Leia também: Furúnculo: o que é, sintomas, tratamentos e prevenção

Sintomas da cistite

  • Ardência ao urinar; 
  • Dor na bexiga e baixo ventre;
  • Febre;
  • Necessidade de urinar com frequência;
  • Pouca quantidade de urina em cada ida ao banheiro;
  • Sangue na urina. 

Sentir dor na lombar ou costas pode ser perigoso, pois indica que a infecção chegou nos rins. Dessa forma, é preciso procurar atendimento médico rapidamente.

Causas

Além da bactéria do intestino, outros microrganismos também podem causar a cistite. A relação sexual sem o uso de preservativos pode gerar a inflamação. Além disso, limpar-se de trás pra frente ao evacuar é perigoso para a saúde, pois pode levar mais bactérias para a parte interna do corpo. 

Assim, o uso irregular de medicamentos também favorece a proliferação das bactérias. Além disso, irritação e/ou uso de produtos químicos que desregulam o pH vaginal facilitam o processo da infecção. A doença não é contagiosa. 

Agravantes

A doença é mais comum em mulheres, mas pode afetar homens, independente da idade. Nos homens é mais propícia após os 50 anos, quando há mais retenção de urina na bexiga, ocasionando a cistite. 

Pessoas com diabetes descontrolado também entram no grupo de risco, pois têm a imunidade comprometida, favorecendo as infecções. 

Diagnóstico da cistite

O médico irá avaliar o histórico e realizar o exame clínico. Além disso, é solicitado o exame de urina tipo 1 e urocultura com antibiograma.

Quais profissionais procurar?

O urologista é o profissional indicado para o tratamento da cistite e outras infecções de urina. 

Tratamentos 

A cistite é tratada com o uso de antibióticos prescritos pelo médico. O profissional deve avaliar qual bactéria foi encontrada nos exames de urina. Assim como o clínico geral e o ginecologista.

Cistite na gravidez 

Durante a gestação, a cistite pode ser mais frequente, pois o sistema imune pode estar enfraquecido. Além disso, a compressão da bexiga pelo útero, que está crescendo, e a ação relaxante da progesterona nos ureteres estimulam que bactérias da pele ou do trato gastrointestinal se proliferem no trato urinário, levando à infecção urinária na gravidez.

Assim, se for tratada corretamente, não há nenhum risco para o bebê. Contudo, se os sintomas forem desprezados e a gestante não procurar auxílio médico, é possível que a infecção urinária se espalhe pelo organismo e favoreça um parto prematuro ou até um aborto.

Leia também: Pedra na bexiga: o que é, sintomas, tratamentos e causas

Perguntas frequentes sobre cistite 

Afinal, qual é a diferença entre infecção de urina e cistite? 

A infecção urinária pode atingir qualquer região do trato urinário, desde os rins até a uretra. Já a cistite é uma uma infecção que ocorre apenas na bexiga. 

Existem complicações?

A cistite mal tratada pode levar bactérias da bexiga para os rins, assim, o caso se torna mais grave. Nesse estágio, os sintomas aumentam para forte dor lombar e também vômitos. Então, é necessário tratar rapidamente, pois as bactérias podem chegar na corrente sanguínea e gerar a sepse, que pode ser fatal.

Posso parar de tomar os antibióticos após sentir melhora dos sintomas?

Não é recomendado parar o tratamento, mesmo após a melhora dos sintomas. Portanto, é preciso tomar os antibióticos durante o período completo indicado pelo médico. 

Prevenção da cistite 

Por fim, assim como outras doenças relacionadas à urina, é preciso se hidratar corretamente, bebendo a quantidade de água indicada para seu peso e tamanho. Além disso, confira outras orientações:

  • Urinar com frequência e evitar segurar a urina;
  • Manter cuidados de higiene pessoal, deixando as regiões da vagina e ânus sempre limpas;
  • Limpar sempre de frente para trás após a defecação;
  • Evitar duchas vaginais;
  • Evitar roupas íntimas justas;
  • Urinar após relação sexual;
  • Por fim, trocar os absorventes higiênicos com frequência.

Programa Vitat

Saiba mais acessando o link.

Referências: Biblioteca Virtual do Ministério da Saúde; Infecções bacterianas do trato urinário. Manual MSD.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Ozempic e anticoncepcional
Saúde

Ozempic pode cortar o efeito do anticoncepcional? Médica explica

Nas redes sociais, não faltam relatos sobre o efeito do Ozempic no aumento da fertilidade

Chá de erva baleeira
Alimentação Bem-estar Saúde

Chá de erva baleeira emagrece? Veja benefícios e como fazer

A erva é eficaz em tratamentos de reumatismo, gota, dores musculares e até úlceras; saiba mais

mulher sentada na mesa da cozinha com remédios para gripe na sua frente
Saúde

Queda na temperatura exige cuidados com a saúde. Confira

Neste fim de semana, o frio vai estar presente em diversas capitais. Queda na temperatura pede alguns cuidados com a saúde respiratória