Batata frita na dieta: é possível encaixar no cardápio?

Alimentação Bem-estar
07 de Março, 2022
Batata frita na dieta: é possível encaixar no cardápio?

É difícil resistir a uma batata frita. Até mesmo aqueles que seguem com muita disciplina uma alimentação para emagrecer, sentem vontade de degustar um pedacinho. Mas, será que é possível encaixar batata frita na dieta ou o alimento deve ser banido no cardápio?

Quer peça em um restaurante ou prepare em casa, você provavelmente acaba com mais palitinhos de batata frita no prato do que deveria. Porém, 10 tiras concentram cerca de 200 calorias. Assim, uma porção de batatas média no McDonald’s, por exemplo, tem 497 calorias.

Além do valor calórico, fritar alimentos ricos em amido, como batatas, em altas temperaturas pode produzir um produto químico chamado acrilamida, que é considerado um “provável agente cancerígeno humano”. Esse é um bom argumento para fazer da batata frita um acompanhamento ocasional em favor de alimentos mais saudáveis. 

Batata frita na dieta: pode ou não pode?

Em comparação com outros métodos de cozimento, a fritura é altamente calórica. Um dos motivos é porque quando os alimentos são fritos em óleo, eles perdem água e absorvem gordura, o que aumenta ainda mais sua quantidade de calorias.

Assim, as batatas devem ser consumidas com moderação. Pois, quando são imersas em óleo quente tornam-se bombas calóricas. Uma opção menos calórica é a batata assada, que pode ser cortada em tirinhas e colocada no forno com um fio de azeite. Mas, para não ressecar, embrulhe os palitinhos em papel-alumínio.

Além disso, fuja daquelas batatas já prontas e congeladas. Além de ser repleta de conservantes e aditivos químicos, essa versão industrializada é frita duas vezes (uma durante a fabricação, antes de ser congelada, e outra em casa). Ou seja, o que aumenta a absorção de gordura saturada. 

Quando o assunto é batata frita na dieta, o que vale é a moderação. Ou seja, deixar o alimento para exceções e priorizar no dia a dia outras formas de preparo de batata, como em purês, em vez de frituras. 

Leia também: Fritura faz mal mesmo?

Na air fryer é mais saudável?

Chamada em português de “fritadeira sem óleo”, a panela air fryer vem ganhando mais popularidade quando o assunto é preparar refeições mais saudáveis.

Basicamente, air fryer propõe fritar os alimentos sem que óleo seja usado. O “milagre” da fritura sem óleo é, na verdade, fruto de um mecanismo simples. O alimento é aquecido e cozido por meio de um sistema de resistência elétrica. É um tipo de cozimento chamado convecção, que garante aparência e crocância de fritura.

Em geral, a fritadeira sem óleo é vantajosa em relação aos demais métodos fritura, pois os alimentos preparados nela costumam ser menos calóricos e menos gordurosos. Além disso, o preparo costuma ser mais rápido.

Contudo, também há desvantagens em seu uso: devido à alta temperatura (podendo atingir até 300°C), muitos dos nutrientes dos alimentos podem ser perdidos, reduzindo os valores nutricionais. 

Além disso, devido ao possível superaquecimento dos alimentos, é possível que eles produzam uma substância chamada acrilamida, que pode provocar o desenvolvimento de células cancerígenas. Em especial, alimentos ricos em amido podem ter essa reação, ou seja, batata e demais tubérculos.

Para evitar que isso aconteça, é indicado cozinhar os alimentos por pouco tempo e em temperaturas baixas. Por isso, a recomendação é evitar programar a fritadeira elétrica para uma temperatura muito alta antes do preparo.

Por fim, a air fryer não é mais saudável do que a maioria dos métodos de cozimento tradicionais, como assar. Portanto, ao usar a fritadeira para preparar batata frita congelada, o método passa a não ter grandes vantagens.

Leia mais: Como o cozimento afeta os nutrientes da comida 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Quando mudar a rotina de skincare
Beleza Bem-estar

Rotina de skincare: quando mudar os produtos? Dermatologista explica

Segundo a dermatologista, apesar da percepção, a pele continua se beneficiando da rotina

aveia com limão
Alimentação Bem-estar

Dieta Oatzempic: suco de aveia com limão realmente emagrece?

Shake não oferece riscos, mas não cumpre efeitos milagrosos na perda de peso