Os melhores alimentos para os dias de calor

19 de setembro, 2019

Independente da estação, os dias de calor requerem uma atenção especial na hora de escolher os alimentos de cada refeição.

Isso porque quando a temperatura sobe, transpiramos mais e chegamos a perder até quase 1,4 litro de água por dia. Por isso, é preciso ingerir mais líquidos e consumir sais minerais para compensar o suor e se manter hidratado.

O corpo humano tem uma temperatura constante, por volta dos 36º C. Quando está frio, ele precisa de mais energia para manter a temperatura, e esse consumo cai no calor.

Assim, é normal gastar menos calorias em dias de calor , então também é bom ingerir menos.

Ainda, quanto mais comemos, mais sangue vai para o aparelho digestivo. Como a demanda do corpo pelo sangue fica muito alta, isso pode causar tontura, sono ou cansaço. Esse é mais um motivo para comer menos e mais leve quando está quente.

Quanto de água devemos tomar?

O ideal é que mais de 50% da nossa ingestão diária de líquidos venha da água. Além de repor os sais minerais perdidos e garantir a hidratação, é ela que vai fazer com que o intestino funcione de forma adequada.

Cada pessoa precisa de uma quantidade diferente de água. A variação ocorre por conta do peso de cada indivíduo.

Para calcular o valor mais indicado por dia, no caso de um adulto saudável, a conta é simples: são 35 ml de líquido por quilo de peso. Então, enquanto uma pessoa de 45 kg precisa tomar 1,5 litros de água todos os dias, alguém que pesa 60 kg deve ingerir 2,1 litros. 

Leia também: Emagrecer: 28 dicas para perder peso rápido com saúde

Essa, porém, é a regra básica. Há muitos fatores que podem influenciar e mudar esse valor. Por exemplo, idosos e atletas precisam consumir mais água, mulheres que estão amamentando e pessoas com metabolismo mais acelerado também.

Água saborizada

A água aromatizada é uma ótima opção para quem tem dificuldade em beber água durante o dia, mas também pode ser usada por pessoas que não conseguem deixar os refrigerantes ou sucos industrializados, sendo uma alternativa mais saudável.

Limão, limão siciliano, pepino, gengibre, hibisco e canela em pau são alguns dos ingredientes que podem compor essa mistura.

Chás

Além de refrescantes e hidratantes, os chás são repletos de propriedades nutricionais que ajudam a prevenir doenças e deixam o organismo mais fortalecido. Não existem regras definidas, mas o recomendável por especialistas é beber o chá logo após ficar pronto, antes que o oxigênio do ar destrua parte dos componentes ativos. 

Leia também: Chás: Conheça diferentes tipos e benefícios dessas bebidas

Suco de limão ou maracujá

São frutas saborosas, pouco calóricas e que ajudam a hidratar nos dias de calor . Porém, é importante que a bebida não seja adoçada. 

Melancia

Melancia é composta 92% de água, tornando-se uma ótima opção para hidratação.  Contém o aminoácido citrulina, que relaxa os vasos sanguíneos e evita a infiltração de líquidos no tecido, reduzindo a retenção de água.

Abacaxi

Bastante conhecida por ser digestiva e por sua ação diurética, essa fruta ajuda a purificar o organismo ao eliminar as toxinas no corpo. O abacaxi também é fonte de vitaminas e minerais, além de ser um antioxidante natural, ou seja, contribui para o combate ao envelhecimento precoce na renovação celular.

Saladas

Folhas e vegetais usados para saladas, como alface, tomate, rúcula, pepino e beterraba, sãos leves e pouco calóricos. Tais alimentos também são ótimas fontes de fibra e dão maior saciedade.

Legumes cozidos ou refogados

Ricos em água, os vegetais também são essenciais para a hidratação e a digestão, além de fornecer combustível para que as bactérias benéficas do corpo sobrevivam e prosperem. 

Peixe

Além de leves e de fácil digestão, os peixes são fontes de nutrientes importantes, como proteínas e vitamina D.

Kombucha

A bebida é resultado do chá (preto, verde, mate ou hibisco) fermentado com uma colônia de bactérias chamada de Scoby. Como tudo é feito com ingredientes naturais, o refresco oferece qualidades probióticas, semelhantes àquelas encontradas em iogurtes e no kefir, que ajudam o funcionamento do intestino. Também é rico em vitaminas e nutrientes, e ainda conta com enzimas que auxiliam a digestão. Só não vale tomar em grandes quantidades para que os probióticos não causem desarranjos intestinais.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.