Acupuntura estética: o que é, para que serve, benefícios e mais

22 de July, 2022

Opção para tratar doenças e promover saúde de uma forma natural, a acupuntura acabou se tornando mais uma opção de cuidado de beleza através de uma variação da terapia: a acupuntura estética.

Assim como a versão original, o tratamento é feito com a aplicação de pequenas agulhas e promete benefícios para a pele e o corpo. Saiba mais!

Leia também: Conheça os benefícios da acupuntura para o cérebro

O que é acupuntura estética?

A acupuntura é um conjunto de técnicas milenares da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) que oferece bons resultados, não tem efeitos colaterais e trata o paciente como um todo.

De acordo com Silmeri Bolognani, farmacêutica acupunturista, a terapia voltada para a estética é feita da mesma forma que as sessões tradicionais, com foco no equilíbrio energético e ressaltando a beleza de dentro para fora.

“Além disso, ela ainda pode diminuir alguns sintomas patológicos, como por exemplo, a enxaqueca.”

Leia também: Acupuntura pode diminuir dor de cabeça, diz estudo

Como ela é feita?

O tratamento começa com uma consulta, onde o profissional conhece o histórico de saúde e as queixas do paciente.

Identificados os pontos a serem tratados, é feita a parte prática, quando se insere as agulhas em determinados locais do corpo para promover o efeito desejado.

Normalmente, as agulhas ficam na pele de 30 a 50 minutos mas, ao serem tiradas, o paciente deve esperar um pouco para evitar a sensação de tontura ou pressão baixa.

Leia também: Como usar a acupuntura para a imunidade

Quem pode fazer?

Silmeri diz que a técnica pode ser feita em pacientes de qualquer idade, desde um bebê a um idoso.

Contudo, para o tratamento com fins estéticos, é indicado que se inicie na adolescência, “pois ele visa a prevenir o desequilíbrio energético”.

Leia também: Afinal, o que é medicina integrativa, quais são os tipos e para que serve?

Benefícios da acupuntura estética

De acordo com a profissional, a técnica pode oferecer muitos benefícios para a beleza – normalmente já notados desde a primeira sessão. Os principais, contudo, são:

  • Redução de medidas e celulite;
  • Melhora de manchas e melasma;
  • Rejuvenescimento da pele;
  • Tratamento para acne e cicatrizes de acne;
  • Redução de queloide;
  • Melhora na flacidez de pele e muscular.

Silmeri ressalta, ainda, que essa é uma ótima opção para as pessoas que têm alergia a produtos cosméticos, porque não usa nada além das agulhas.

“Além disso, para quem não gosta de agulha, é possível substituir e usar gua shá, rolo de jade, stipper e laserterapia, mas com a mesma segurança e também com bons resultados.”

Leia também: Afinal, a acupuntura ajuda a emagrecer? Saiba se é verdade

Contraindicações

Por ser um tratamento natural, não existem contraindicações.

É necessário, porém, ter cuidado com pacientes com diabetes, que tenham marcapasso, que usem remédios vasodilatadores ou que tenham certos tipos de tumores de pele.

“Vale lembrar também que as técnicas devem ser feitas por profissionais para que possamos ter bons resultados e com total segurança”, ressalta Silmeri.

Cuidados após o tratamento

De acordo com a profissional, não é preciso ter qualquer tipo de cuidado com as áreas onde as agulhas foram aplicadas.

“Os cuidados depois do tratamento são os mesmo que devemos ter no dia a dia:

  • Não se expor ao sol sem o uso de protetor solar;
  • Manter a pele limpa e hidratada;
  • Fazer o skincare diariamente;
  • Fazer atividade física;
  • Reduzir o consumo de carboidrato, gorduras e álcool.”

Fonte: Silmeri Bolognani, farmacêutica acupunturista especialista em estética, do Rio de Janeiro.

Sobre o autor

Ana Paula Ferreira
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em beleza e bem-estar.