Misturar whey com energético faz mal?

Alimentação Bem-estar
07 de Junho, 2023
Misturar whey com energético faz mal?

Whey e energético. As duas bebidas fazem parte do cardápio de muitas pessoas que frequentam a academia. Mas será que bebê-las em horários muito próximos pode fazer mal? Nutricionista explica:

Whey com energético faz mal?

Quando falamos em misturar os dois, o resultado pode ser um tanto estranho. “Isso para o paladar e para a sensação gástrica, pois são duas preparações bem diferentes”, explica a nutricionista Gabrielle Santini, da rede Magrass.

Além disso, a especialista afirma que por terem indicações diferentes, o ideal é consumi-los em momentos distintos. De acordo com ela, é melhor apostar nos energéticos (ou suplementos que aumentam a disposição) no pré-treino justamente para dar um gás no desempenho.

Já o whey é bastante recomendado no pós-treino para ajudar na recuperação muscular depois do esforço físico.

Contudo, as bebidas energéticas que a gente encontra no mercado (geralmente em latinhas) não devem ser inseridas na alimentação com tanta frequência, sabia? “Suas fórmulas muitas vezes são ricas em açúcares, adoçantes e conservantes.”

Essas bebidas são saudáveis?

“O whey protein não costuma trazer nenhum malefício se utilizado adequadamente. De forma geral, não provoca efeitos colaterais. No entanto, a ingestão excessiva de whey protein pode causar sintomas como excesso de gases, náuseas, prisão de ventre, diarreia, cólicas, perda do apetite e dor de cabeça”, diz a nutricionista.

A versão clássica é feita a partir do soro do leite, mas hoje já existem opções veganas (feitas com proteína vegetal) e sem lactose. “O consumo é recomendado para pessoas que estão com deficiência nutricional ou para atletas de médio e alto desempenho que não conseguem, apenas por meio da alimentação, atingir os níveis ideais de proteína ao longo do dia”, ela complementa.

Cada objetivo pede um produto diferente, é claro. Quem não consome alimentos de origem animal pode apostar na versão vegana; quem está em uma dieta para emagrecer (déficit calórico), por outro lado, deve priorizar versões baixas em carboidratos; e já pessoas com tendência à acne irão se beneficiar de suplementos sem o leite de vaca. Por isso, o ideal é sempre consultar um nutricionista ou nutrólogo.

Mas e os energéticos? “Tratam-se de bebidas não alcoólicas com combinações de ingredientes que comumente incluem cafeína, taurina e vitaminas, bem como aromatizantes e corantes”, diz Gabrielle Santini.

Por carregarem muitas substâncias artificiais, e muitas vezes açúcar em excesso, o consumo pede cautela. “Além disso, por aumentarem a frequência cardíaca, nem todo mundo deve tomar”. Eles não são indicados, por exemplo, para quem tem insônia. Além disso, pessoas com perfil ansioso ou hipertensão devem consultar um especialista.

Fonte: Gabrielle Santini, nutricionista da rede Magrass.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Quando mudar a rotina de skincare
Beleza Bem-estar

Rotina de skincare: quando mudar os produtos? Dermatologista explica

Segundo a dermatologista, apesar da percepção, a pele continua se beneficiando da rotina

aveia com limão
Alimentação Bem-estar

Dieta Oatzempic: suco de aveia com limão realmente emagrece?

Shake não oferece riscos, mas não cumpre efeitos milagrosos na perda de peso