Vício em compras online deve ser considerado problema de saúde mental

18 de novembro, 2019

Há uma linha tênue entre amar comprar pela internet e ter um vício em compras online. E, de acordo com os psicoterapeutas da Escola de Medicina de Hannover, na Alemanha, esse vício deve ser classificado como um problema de saúde mental.

Compulsão por compras existe há muito tempo, mas, como a era digital facilita o ato de comprar com um simples toque, 24 horas por dia, os especialistas alertam que a condição está assumindo um novo significado.

Uma pesquisa realizada pela universidade alemã e divulgada na revista especializada Comprehensive Psychiatry analisou 122 pacientes que procuraram ajuda para o vício em compras online. O que emergiu foi uma taxa acima do normal de depressão e ansiedade entre aqueles que eram viciados.

Atualmente, o vício em compras online não ainda é reconhecido como um distúrbio por si só, mas como parte de uma categoria mais ampla denominada “outro distúrbio de controle de impulso especificado”. Sabe-se que isso tem efeitos mentais graves, de acordo com os pesquisadores alemães.

A condição funciona em um ciclo de ter desejos extremos de compra, o que gera um sentimento de satisfação quando o dinheiro é gasto. A pesquisa descreve as características desse vício como uma “preocupação com a compra de itens desnecessários”, “gastando muito tempo pesquisando itens cobiçados” e “dificuldade em resistir às compras”.

Leia também: Quando o estresse e a ansiedade podem ser bons

Os riscos, como em qualquer vício, são grandes: dívida, perda de autocontrole e falta de interesse em coisas fundamentais, como família e trabalho, são apenas algumas.

“Esperamos que os resultados incentivem pesquisas futuras e conceitos específicos de tratamento”, disse o psicoterapeuta Dr. Müller, um dos autores do estudo.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.