Vegano e vegetariano: qual a diferença?

Alimentação Bem-estar
13 de Março, 2024
Vegano e vegetariano: qual a diferença?

Seja por motivos de saúde, ética, religião ou ambientalismo, os estilos vegano e vegetariano de se alimentar só crescem em número de seguidores. Esse aumento não é por acaso: tais dietas estão associadas a um menor peso corporal e menor condições crônicas. Por exemplo, doenças cardíacas, câncer, diabetes tipo 2, pressão alta e declínio cognitivo.

Não existe uma definição única para defini-las, mas a maioria dos especialistas concorda que isso significa principalmente o consumo de plantas. No entanto, não é incomum o consumo de pequenas ou ocasionais quantidades de qualquer tipo de proteína animal. Entenda agora a diferença entre vegano e vegetariano.

Leia mais: Dicas para variar o cardápio vegetariano e deixá-lo mais nutritivo

O que é vegetariano?

O vegetarianismo geralmente significa não consumir nenhuma carne, aves ou frutos do mar. No entanto, normalmente permite-se o consumo de ovos e/ou laticínios.

As pessoas que comem ovos como sua única proteína animal são chamadas ovovegetarianos. Por outro lado, aqueles que consomem laticínios em sua dieta são lactovegetarianos, e as pessoas que comem ovos e laticínios são os ovolactovegetarianos. 

Já a dieta pescetariana – também chamada de semi-vegetariana – é um título para um plano alimentar que permite que seus seguidores consumam peixe e frutos do mar, mas não carne ou aves.

O que é vegano? 

O veganismo exclui todos os alimentos de origem animal, o que significa que não há carne, aves, frutos do mar, ovos, laticínios ou quaisquer ingredientes derivados de fontes animais em seu cardápio, incluindo mel e gelatina. 

Ser vegano geralmente se estende a um estilo de vida que envolve não usar materiais derivados de animais, incluindo couro, pele, lã e seda. 

Além disso, exclui-se o uso de produtos fabricados ou testados em animais, como cosméticos e sabonetes, por exemplo.

Nutricionalmente, omitir mais alimentos de origem animal pode tornar difícil atender às necessidades de certos nutrientes, como vitaminas D e B12, ferro, zinco e cálcio. 

No entanto, é possível obter todos os nutrientes necessários em uma dieta vegana se você souber quais alimentos vegetais contêm nutrientes essenciais e como suplementar adequadamente, se necessário. 

Leia também: Dieta flexível: O que é e como fazer

Considerações nutricionais para os estilos vegano e vegetariano:

Pesquisas mostram que dietas vegetarianas e veganas tendem a ser baixas em gordura saturada e colesterol. Eles também tendem a conter grandes quantidades de vitaminas, minerais, fibras e compostos vegetais saudáveis.

Além do mais, ambas as dietas contêm uma grande quantidade de alimentos ricos em nutrientes. Isso pode incluir frutas, vegetais, grãos integrais, nozes, sementes e produtos de soja. Por outro lado, dietas vegetarianas e veganas mal planejadas podem resultar em baixa ingestão de alguns nutrientes, como ferro, cálcio, zinco e vitamina D.

Ambas as dietas também tendem a conter quantidades limitadas de vitamina B12 e ácidos graxos ômega-3 de cadeia longa, embora os níveis desses nutrientes sejam geralmente mais baixos nos veganos do que nos vegetarianos.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!