Vacuoterapia: tratamento de sucção na pele auxilia no combate à celulite

Saúde
20 de Dezembro, 2021
Vacuoterapia: tratamento de sucção na pele auxilia no combate à celulite

A vacuoterapia é um dos tratamentos estéticos que auxiliam no combate das temidas celulites e gordurinhas localizadas. Com o auxílio da técnica de sucção da pele por meio de ventosas, é possível não só reduzir medidas, como também melhorar a circulação linfática em casos de contratura.

Dessa forma, a técnica proporciona ao tecido uma mobilização que resulta em maior circulação sanguínea, colaborando com o metabolismo e a produção de colágeno no local. Além desses efeitos, a vacuoterapia também influencia na diminuição do estresse e estimula liberação de toxinas. Confira agora outros benefícios desse tratamento estético, além de como ele é realizado.

Leia mais: Como acabar com a celulite? Lista de alimentos de desinflamam o corpo

Os benefícios da vacuoterapia

O objetivo do tratamento de vacuoterapia – também chamada de ventosaterapia – é descolar a pele do músculo e estimular a produção de colágeno e elastina na região. No entanto, a lista de benefícios não para por aí. A vacuoterapia também:

  • Melhora dores musculares. 
  • Elimina líquidos na região abdominal e pernas.
  • Ajuda no combate à celulite nos glúteos, barriga, flancos e coxas.
  • Elimina toxinas.
  • Ativa o sistema linfático.
  • Melhora a aparência da pele.

Como é feito o procedimento?

Para realizar a vacuoterapia, inicialmente, a esteticista deslizará as ventosas pelo corpo por meio de movimentos de sucção. A intensidade e a diferença de pressão podem ser controladas pela profissional durante a sessão, a depender da sensibilidade da paciente.

Sempre que possível, as sessões deverão ser realizadas por um esteticista ou fisioterapeuta especialista em dermatofuncional. Além disso, a frequência deve ser de 1 a 4 vezes por mês, com duração de 20 a 40 minutos por região.

Nesse sentido, a vacuoterapia pode ser feita de forma isolada, ou associada à outros tratamentos estéticos, como radiofrequência, massagem modeladora e lipocavitação, por exemplo. Em contrapartida, o aparelho não pode ser usado em casos de varizes, infecção, feridas, hematomas e outros problemas de pele. Por fim, é preciso passar por uma avaliação antes de encarar o protocolo de sucção.

Quem deve fazer a vacuoterapia?

Apesar da vacuoterapia ser, geralmente, utilizada por quem busca redução de celulite e gordura, o tratamento estético também é indicado para outros problemas na derme, como remoção de cravos, atenuação de cicatrizes, queimaduras, rugas e cuidados com a pele antes e depois de cirurgias plásticas, por exemplo. Além disso, a vacuoterapia também é indicada para auxiliar na traumatologia, reumatologia, flebologia, linfologia, tratamentos dermatológicos, tratamento de edemas e estímulo ao sistema linfático.

leia mais: Dicas para evitar a retenção de líquidos

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher com as mãos na barriga
Saúde

Vaginismo afeta o bem-estar e pode ter causas emocionais

O vaginismo é um tipo de dor que acontece durante a penetração. As causas normalmente englobam aspectos psicológicos, e problema atrapalha a vida sexual

foto do ator Tony Ramos
Saúde

Hematoma subdural: entenda quadro de Tony Ramos

Tony Ramos passou por duas cirurgias após apresentar um hematoma subdural. Segundo boletim médico, ator já tem "melhora na evolução do quadro clínico"

corrida
Bem-estar Movimento Saúde

Como proteger garganta e ouvidos na corrida durante o inverno

É necessário tomar os devidos cuidados para proteger garganta e ouvidos durante a corrida no inverno. Saiba mais!