Covid-19: SP vai aplicar vacina para alunos de escolas públicas e privadas

Saúde
16 de Fevereiro, 2022
Covid-19: SP vai aplicar vacina para alunos de escolas públicas e privadas

Alunos da rede pública e privada de SP poderão tomar a vacina contra a Covid-19 entre 19 a 25 de fevereiro. De acordo com o governador do Estado, João Doria (PSDB), o estado deverá ir até as escolas para promover campanha da vacina para alunos, ou seja, crianças e adolescentes. O objetivo, complementou, é agilizar a imunização nesta faixa etária.

Durante a aplicação das doses nas escolas, não haverá necessidade da presença dos pais ou responsáveis. Eles, porém, deverão assinar um termo de concordância. “A gente conta com parcerias dos municípios para usar a escola para fazer esse grande movimento”, disse Regiane de Paula, coordenadora geral do programa estadual de imunização.

Vacina para alunos: Estado não exigirá passaporte

O secretário de Educação de SP, Rossieli Soares, afirmou que o estado não deverá exigir passaporte da vacinação para os alunos, mesmo depois da conclusão da Semana E, nome dado à campanha.

“Em relação ao passaporte, não temos nenhuma possibilidade de exigir passaporte para entrar nas escolas. Continuamos com a mesma medida que tomamos, cobrando a carteira de vacinação e, se não for apresentada e não estiver vacinada, vamos informar as autoridades, o Conselho Tutelar”, disse o secretário.

“Mas não vamos instituir o passaporte da vacina para crianças porque elas não podem decidir se vacinarão ou não. Seria culpar e punir as crianças duas vezes, uma por não tomar a vacinar e outra por não ir à escola porque, eventualmente, o responsável dela não queira. Então não há nenhuma possibilidade”, completou.

Vacinação de crianças

A imunização entre crianças de 5 a 11 anos começou no dia 14 de janeiro, inicialmente com o imunizante da Pfizer. Recentemente, SP também disponibilizou doses da CoronaVac para crianças e adolescentes. Além da vacina para alunos, confira outras dicas para proteger a saúde das crianças e adolescentes da rede pública e privada:

  • Máscara ajustada: A primeira regra para proteger a saúde das crianças nas escolas é não abrir mão do uso constante das máscaras, já que a principal forma de transmissão da Covid-19 é por vias respiratórias. Dessa forma, dê preferência para aquelas com melhor qualidade de filtração. O ideal, afirmam os especialistas, é utilizar a N-95 ou a PFF2
  • Distanciamento social à risca: outra dica é estabelecer o distanciamento de um metro entre os alunos. Esse espaço deve ser mantido também entre mesas e carteiras, e o ambiente deve ser bem ventilado. 
  • Álcool em gel: o item obrigatório para prevenir o coronavírus continua sendo recomendado. Dessa forma, a higienização das mãos, seja com água e sabão ou com álcool em gel, deve ser frequente.

Além disso, no momento da entrada de qualquer aluno, professor ou funcionário, o mesmo deve informar se apresenta algum sintoma de gripe ou Covid-19. Ou, então, se mora com alguém com a doença. Em caso positivo, a pessoa deve retornar para casa e iniciar o isolamento.

Leia mais: Covid em crianças: Quais os cuidados a serem tomados?

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

selfie do ex-jogador de vôlei, Tande
Saúde

Tande, do vôlei, sofre infarto e é internado em hospital

Tande, ex-jogador da seleção brasileira de vôlei, revelou ter tido 98% de entupimento em uma de suas veias e sofrido um infarto

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração