Anvisa autoriza vacina da CoronaVac para crianças e adolescentes

Saúde
20 de Janeiro, 2022
Anvisa autoriza vacina da CoronaVac para crianças e adolescentes

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a aplicação da vacina CoronaVac em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, com exceção ao uso em pessoas com baixa imunidade, também chamados de imunossuprimidos. Dessa forma, a aplicação está liberada para público com ou sem comorbidades (doenças ou condições prévias que agravam a Covid-19).

Embora a Anvisa ainda não tenha determinado quando começa a vacinação, o Estado de São Paulo saiu na frente e já imunizou a primeira criança com a vacina da CoronaVac. Caetano de Jesus Moreira Graça, de 9 anos, foi o primeiro a receber a vacina, em evento realizado em uma escola estadual na capital paulista. Agora, a distribuição de doses, cronograma e alteração de planos dependem dos estados e do Ministério da Saúde.

Leia mais: Vacinação infantil da Covid-19: tudo o que você precisa saber

Como vai funcionar a vacinação com a CoronaVac para crianças e adolescentes?

Primeiramente, a imunização será feita em duas doses, sendo que o intervalo de aplicação entre elas será de 28 dias. Diferentemente da Pfizer, que teve doses reduzidas para atender o público infantil, no caso da CoronaVac a vacina é a mesma usada em adultos, sem adaptação de versão pediátrica.

Aprovação da CoronaVac para crianças e adolescentes

Desde o final do ano passado a Anvisa analisava o segundo pedido de autorização de uso da CoronaVac para crianças e adolescentes. No pedido feito pelo instituto Butantan, porém, as solicitações previam vacinar o grupo de 3 a 17 anos. Porém, a agência optou por aguardar até que mais estudos sejam apresentados sobre crianças abaixo dos 6 anos. Atualmente, o Instituto tem 15 milhões de doses da vacina prontas, disponíveis, refrigeradas para iniciar a imunização.

A CoronaVac já é usada ou foi autorizada em crianças de diferentes faixas etárias em pelo menos seis países, como Hong Kong, Camboja, Chile, China, Colômbia, Equador e Indonésia. começou a vacinar crianças a partir dos 5 anos em novembro

Brasil inicia vacinação para crianças de 5 a 11 anos

Recentemente, iniciou-se no Brasil a vacinação para crianças de 5 a 11 anos, inicialmente com o imunizante da Pfizer. Ainda de acordo com a ANVISA, na vacinação infantil da covid-19 com o imunizante, as crianças receberão uma dosagem menor que a dos adultos. Dessa forma, serão 10 microgramas, enquanto quem tem 12 anos ou mais recebe a dose de 30 microgramas.

Além disso, com o intuito de evitar possíveis confusões na hora da aplicação, o rótulo da vacina para as crianças tem a cor laranja, ou seja, coloração diferente daquela aplicada em adultos.

A vacina também tem esquema de conservação diferente, já que pode ficar por 10 semanas em temperatura de 2ºC a 8ºC. Já a vacina aplicada em pessoas acima de 12 anos pode ser guardada por quatro semanas após o descongelamento. As crianças terão ainda que receber a primeira e a segunda dose da mesma vacina, ou seja, não podem “misturar” as vacinas entre uma dose e outra,

Leia mais: Covid em crianças: Quais os cuidados a serem tomados?

Fonte: G1

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma