Grávida, Pugliesi segue rotina de treinos: É seguro para a gestação?

Bem-estar Gravidez e maternidade Movimento Saúde
21 de Setembro, 2022
Grávida, Pugliesi segue rotina de treinos: É seguro para a gestação?

Gabriela Pugliesi sempre foi conhecida por ter um estilo de vida saudável, no qual prioriza uma alimentação equilibrada e uma rotina de treinos intensos. Grávida de 7 meses, ela segue compartilhando as suas práticas de atividade física nas redes sociais. Caminhada e musculação fazem parte da rotina da mãe de Lion, e os exercícios incluem agachamento, elevação pélvica, tríceps e desenvolvimento com halteres. Os posts da influenciadora fitness levantaram uma questão importante: é seguro realizar treinos na gestação, principalmente na reta final?

De acordo com a personal trainer Bianca Pichirilli, a prática de atividade física durante a gravidez é bastante recomendada, especialmente em casos nos quais a futura mamãe já tinha uma rotina de treinos. 

A própria Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), aliás, afirma que “a prática de exercício físico de forma regular é reconhecida tanto na comunidade científica quanto na mídia como parte de um estilo de vida saudável. Quando tratamos de mulheres grávidas não é diferente: nas três ultimas décadas, houve uma mudança de paradigma em relação às recomendações anteriores de repouso e interrupção das atividades laborais, passando ao estímulo à prática de exercícios nesse período”, diz um artigo do órgão.

 

Benefícios dos treinos na gestação

“Mexer o corpo contribui com o controle da pressão arterial e do peso, o que reduz riscos de doenças como diabetes gestacional”, explica.

Além disso, a educadora física também destaca os benefícios dos treinos na gestação para aliviar as possíveis dores nas costas. Isso porque o reforço na musculatura promove uma diminuição dos incômodos. 

Outro ponto positivo de movimentar o corpo estando grávida está relacionado aos hormônios liberados depois do treino. “A noradrenalina colabora para desestressar e fazer com que a mulher durma melhor. Portanto, exercitar-se promove muita disposição ao longo dos 9 meses, inclusive quando a barriga está grande”, destaca.

Leia também: Gabriela Pugliesi diz ter comido 8 fatias de pizza. Por que apetite aumenta na gravidez?

Melhores exercícios durante a gravidez

Antes de mais nada, é preciso procurar um profissional da área para orientar a melhor modalidade e a execução dos exercícios durante a gravidez. De qualquer forma, indica-se algumas práticas nesse período. Por exemplo:

  • Caminhada;
  • Hidroginástica;
  • Dança;
  • Percursos em bicicleta ergométrica;
  • Exercícios de força (musculação, pilates e funcional).

“Tudo deve ser feito de acordo com o limite de cada pessoa. Quem já praticava esporte, naturalmente inicia a gestação com mais resistência física. As sedentárias logo perceberão fôlego extra com caminhadas curtas e regulares”, afirma.

Além disso, Bianca explica que outras atividades, como ioga, meditação e exercícios para respiração podem e devem ser incluídas na rotina da grávida, mas não substituem os exercícios físicos mais intensos.

Até quantos meses de gestação pode treinar?

Caso a gravidez não seja de risco, a personal afirma que a mulher pode treinar até o último dia da gestação. “Respeitando sempre sua condição e as limitações causadas pelo novo peso e tamanho”, ressalta.

 

Cuidados

Mesmo com todos os benefícios dos treinos na gestação, alguns cuidados precisam ser levados em consideração, além de saber, de antemão, quais são as contraindicações e restrições.

Primeiramente, antes de começar a praticar qualquer tipo de atividade física, é necessário conversar com o seu obstetra e obter a liberação médica. “Caso você, mamãe, já seja alguém ativa, procure um profissional para realizar as adaptações necessárias e siga a rotina de treino normalmente”, reforça.

Já se tratando de mulheres sedentárias que decidem começar a treinar durante a gravidez, vale buscar ajuda de um profissional da educação física e priorizar, sobretudo, uma atividade prazerosa.

Bianca lembra que, de maneira geral, as gestantes estão liberadas para se exercitar. Entretanto, existem algumas exceções, como casos de cardiopatias, anemias graves, doenças pulmonares avançadas, gestação múltipla após a 30ª semana, hipertensão arterial não controlada e pré-eclâmpsia. Além disso, patologias da própria gestação podem funcionar como restrições para os treinos nesse período. A personal cita a placenta prévia, quando há o mau posicionamento da placenta e o colo curto. Isso porque eles oferecem risco de parto prematuro.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Remada baixa
Bem-estar Movimento

Remada baixa: para que serve e como fazer?

Comum em treinamento de força, o exercício fortalece os músculos das costas, como o dorso e trapézio

elevação pélvica
Bem-estar Movimento

Elevação pélvica: como fazer, benefícios e substituições

A elevação de quadril, também chamada de hip thrust ou elevação pélvica, é o ótima para trabalhar glúteos e pernas

insulina oral
Saúde

Insulina oral: Pesquisadores desenvolvem novo tratamento para diabetes

A nova versão se mostrou mais prática e deve gerar menos efeitos colaterais