Sushi é saudável? Saiba mais sobre o alimento

5 de março, 2020

Os brasileiros consomem sushi o tempo todo, seja em restaurantes de alto padrão ou em pequenos mercados e mercearias, e muitas pessoas acreditam que essa comida é uma opção nutritiva para o almoço ou jantar. Mas ele é realmente saudável?

A receita tradicional de sushi tem todos os ingredientes de uma refeição saudável: é recheado com peixe fresco, envolto em finas folhas de algas marinhas e salpicado com grãos e sementes.

Porém, um dos maiores problemas com esse prato é o controle da porção. Embora pareça compacto, ele pode ser muito calórico: um único rolo cortado em seis a nove pedaços pode conter até 500 calorias.

A maior parte dessas calorias vem do arroz, que pode ser um vilão para quem está de dieta. Uma pequena quantidade de sushi pode levar uma xícara inteira de arroz branco em seu preparo – que você vai consumir sem perceber.

Para quem quer manter a forma e ama essa comida japonesa, não precisa cortá-la do cardápio de vez. O que vale é ficar de olho, então, na quantidade que será ingerida e evitar molhos a base de maionese ou legumes fritos como acompanhamento.

O mesmo pensamento se aplica no uso do molho de soja (shoyu), já que em apenas uma colher de sopa pode conter 575 mg de sódio: cerca de 25% do limite diário recomendado.

Mas calma: também é preciso apontar que há vários benefícios nessa iguaria. Afinal, possuem uma grande quantidade de nutrientes essenciais ao corpo. Confira algumas vantagens do consumo do sushi:

Ômega-3

Para começar, há uma alta quantidade de ômega-3, que são ácidos graxos super benéficos para nossa saúde. O ômega-3 pode ser encontrado em grandes quantidades dependendo do peixe a ser consumido. O selênio – um mineral com alto poder antioxidante – também entra na lista de nutrientes.

Reduz o colesterol ruim

O Ômega-3 tem uma função preventiva de manutenção das artérias do corpo. Isso faz com que o colesterol ruim (LDL) diminua e os triglicérides (um tipo de gordura presente no sangue) também. Contudo, se for consumido em excesso, o colesterol ruim pode acabar aumentando.

Muito proteico

Nos peixes, nos encontramos proteínas de alta qualidade. Possuem poucas calorias e pouca gordura – ao contrário da carne vermelha, por exemplo. As proteínas são responsáveis por criar novas células no nosso corpo, metabolizar energia, nos manter saudáveis e, claro, ajudar no processo de hipertrofia.

Regulação hormonal

Sushi não é só peixe cru. Sabe o “banho de algas” que vem em volta de alguns tipos dessa comida? Ele se chama nori e é riquíssimo em iodo, que pode garantir que nossos hormônios estejam devidamente equilibrados no nosso corpo. Consequentemente, nossas atividades metabólicas funcionam melhor.

Combate o câncer

A massinha verde chamada wasabi que acompanha o prato é rica em propriedades anticancerígenas. Isso se dá por causa dos seus compostos antioxidantes, que ajudam a neutralizar radicais livres.

Sushi pode fazer mal?

O problema não está exatamente no sushi. O problema está no mal cozimento. A própria Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) diz que o consumo de pescados crus ou mal cozidos deve ser evitado. Dessa forma, diminuímos as chances de sofrer uma contaminação alimentar.

Leia também: Os seis melhores carboidratos para a sua dieta

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.