Semente de girassol: Benefícios e como incluir na dieta

29 de outubro, 2019

Além de ter uma flor linda, o girassol tem algo ainda melhor a oferecer: sua semente. Altamente nutritiva, a sementes de girassol é relativamente barata e fácil de encontrar, tanto em supermercados quanto em lojas especializadas em produtos a granel. 

O que é a semente de girassol?

A semente de girassol age como se fosse o fruto da planta girassol (Helianthus annuus). Elas são colhidas das grandes cabeças da planta, que chegam a medir 30 centímetros de diâmetro.

Apenas uma cabeça de girassol pode conter até 2 mil sementes. Há dois tipos de cultivo: um destinado à fabricação do óleo de girassol e outro destinado à produção da semente em si.

Propriedades nutricionais

É rica em proteínas, fibras, gorduras boas e carboidratos complexos. Possui grandes quantidades de vitaminas e sais minerais, em especial a vitamina E (potente antioxidante), cobre, fósforo, ferro, magnésio e selênio.

Leia também: Dieta da linhaça para emagrecer

Benefícios da semente de girassol

Estudos mostram o consumo da semente de girassol como fator protetor para doenças cardiovasculares, hipertensão e diabetes. Além disso, recomenda-se sua inclusão no plano alimentar visando a adequação de fibras e/ou demais nutrientes importantes.

Formas de consumo

A semente pode ser consumida de diferentes formas: na preparação de tortas; junto com saladas; como cobertura do mingau de aveia ou açaí; pode-se triturá-la para adicionar na massa de preparações salgadas, pães etc.

Leia mais: Chia: Benefícios do superalimento que ajuda a emagrecer

Cuidados no consumo

É importante salientar que o consumo da semente de girassol deve ser realizado sem casca: estudos já mostraram que as cascas podem ficar aderidas ao bolo fecal, causando lesões ao intestino. 

Além disso, a semente contém cádmio, um metal pesado que pode se acumular no organismo causando lesões renais. Entretanto, não precisa ter medo: consumir uma porção de sementes de girassol por dia não gerará uma intoxicação por cádmio. Assim, só não pode comer em excesso, como, por exemplo, vários punhados por dia.

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo